Diário da Amazônia Nas mídias socias agora é só curtir seguir e assitir!
#EuCurto Diário da Amazônia
Polícia

Árbitro que foi baleado na cabeça morre, em Ji-Paraná

Os acusados empreenderam fuga, e Bruno foi socorrido, primeiro, foi levado ao pronto-socorro do Hospital Municipal.

Por J. Nogueira Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 19/06/2017 às 05h35min

Bruno foi alvejado por um tiro na cabeça

Vítima de um atentando a bala na manhã do último domingo (11), Bruno Cazuza, 28 anos, filho do ex-árbitro de futebol e Futsal, Osvaldo Cazuza, faleceu no final da noite da última sexta-feira (16), no Hospital Regional em Cacoal (HCR). A informação foi confirmada pelo próprio pai através das redes sociais.

Bruno Cazuza, que também era árbitro, foi surpreendido por dois homens quando chegava na casa da mãe no bairro Val Paraíso, em Ji-Paraná, próximo das 6h da manhã de domingo. Um deles desceu da moto, e já com a arma em punho, apontou e atirou em direção a cabeça da vítima.

Ele havia passado a madrugada na companhia da namorada, em uma casa noturna, situada na BR-364, sentido Presidente Médici.

Os acusados empreenderam fuga, e Bruno foi socorrido, primeiro, foi levado ao pronto-socorro do Hospital Municipal. Com o estado de saúde considerado muito grave, ele foi removido para Cacoal onde não resistiu às graves lesões, vindo a óbito na noite desta sexta-feira.

Investigação

De acordo com os policiais do Sevic da 2ª Delegacia de Ji-Paraná, duas linhas de investigação estão sendo seguidas. A Polícia Civil realizou, nesta semana, buscas na residência de um dos suspeitos que mora no Segundo Distrito. As investigações estão avançando, testemunhas estão sendo ouvidas, mas, por enquanto, ninguém foi preso.


Escreva um comentário