CAPITAL - 25 de outubro de 2012 - 9h19

Começam obras da nova rodoviária

O prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho, assinou ontem a Ordem de Serviço para o início das obras de reconstrução da rodoviária da cidade. O novo terminal será construído no terreno que fica na parte de trás do órgão “e os trabalhos não vão impactar o movimento de passageiros e ônibus até que os trabalhos sejam concluídos”, garante o prefeito. Construída em uma área de 20 mil m², a rodoviária vai exigir um investimento de cerca de R$ 10 milhões e deverá estar pronta dentro de um ano. “Os recursos estão garantidos para que o próximo prefeito eleito conclua este trabalho, atendendo a uma demanda antiga da população”, segundo Sobrinho.

Com a construção da nova rodoviária, todo o terreno hoje ocupado pelo prédio do terminal será transformado em estacionamento, com mais de 150 vagas. No local haverá restaurante, praça de alimentação e demais infraestrutura necessária.
O espaço destinado aos ônibus urbanos e estacionamento para mototaxi também será ampliado. O número de baias para embarque e desembarque será elevado de nove para doze, aumentando a capacidade de operação.

A entrada para a nova rodoviária passará a ser feita pela João Pedro da Rocha, rua que passa atrás do órgão, e o acesso para os ônibus será pela Carlos Gomes. Atualmente, 90 embarques e desembarques são feitos diariamente no local e o prefeito acredita que a decisão de aproveitar o terreno hoje ocupado pelo terminal vai ser benéfica para os usuários.

“A localização central facilita o acesso de passageiros de todos os pontos da cidade e como não se espera um aumento significativo do fluxo de ônibus, também não se espera grandes impactos para o trânsito da avenida Jorge Teixeira”,disse o prefeito. A via faz parte do itinerário da BR-319 e é um dos pontos de maior concentração de automóveis e também de registro de acidentes da Capital.

Infraestrutura

A rodoviária de Porto Velho foi construída em 1980, “quando Jorge Teixeira era governador e Sebastião Valladares, o prefeito”, lembra o encarregado pela fiscalização da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), Pedro Nonacio de Aguiar. Com mais de 30 anos de funcionamento, o terminal apresenta-se bastante deteriorada e já não atende às demandas da população.

Roberto Sobrinho lançou o projeto de reconstrução da Rodoviária de Porto Velho ainda no seu primeiro mandato com um edital para a construção e concessão do terminal durante 20 anos, mas não houve interesse do empresariado, o que obrigou a uma adequação do projeto.

Posteriormente, a obra foi suspensa para ajustes em duas oportunidades pelo Tribunal de Contas do Estado. Mais recentemente, o governo do Estado voltou atrás na oferta de recursos que havia prometido para complementar o custo da construção. “Finalmente, depois de tantos empecilhos, estamos deixando o projeto encaminhado, com recursos da própria prefeitura já destinados para a obra”, informa o prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>