#EuCurto Diário da Amazônia
Cidades

Creas constata aumento de casos de abusos

Somados os oito primeiros meses de 2017, 873 vítimas receberam atendimento.

Por J. Nogueira Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 14/09/2017 às 05h05min

Em Ji-Paraná, campanhas de conscientização são realizadas todos os anos

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da prefeitura de Ji-Paraná, ligado à Secretaria de Assistência Social (Semas), anunciou esta semana que os casos de abusos sexuais contra crianças, adolescentes de adultos, cresceram de forma assustadora em relação ao mesmo período do ano passado. A constatação foi feita pela coordenadora do órgão, Glécia Ranny. Somados os oito primeiros meses de 2017, foram 873 vítimas encaminhadas para o acompanhamento psicossocial.

De acordo com Glécia, os casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes, e ainda, a violência doméstica, são os que mais aumentaram entre janeiro e o mês de agosto, em Ji-Paraná, conforme relatório do segundo quadrimestre do Creas. “São números, que particularmente, considero bastante alarmantes”, lamentou a coordenadora. No total dos primeiros oito meses do ano, já são 873 vítimas. No primeiro quadrimestre de 2017, os casos de abusos são 28 e de violência doméstica, 77.

Mais atenção 

Para a coordenadora é preciso, urgentemente, que pais tenham a consciência da importância de levar os filhos para acompanhamento psicossocial. Ela lembra que a maioria dos fatos, geralmente acontece dentro do próprio convívio familiar, praticado por um tio, sobrinho, padrasto, avôs ou até mesmo por um conhecido levado pela mãe para dentro de casa.

“Temos que prestar atenção em tudo, nunca deixar de observar constantemente, principalmente o comportamento das crianças, e nunca ter medo de denunciar um caso de abuso sexual”, afirmou. Além dos casos de Ji-Paraná, este ano, três famílias (Porto Velho – Ouro Preto D’ Oeste e Presidente Médici), foram encaminhadas para o Creas receber acompanhamento psicossocial. O Creas fica localizado na rua Miguel Galdin, 85, Jardim dos Migrantes, no Primeiro Distrito.

Disk-Denúncia e números 

De acordo com dados da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos (SNDH) do Governo Federal, entre os meses de janeiro a junho de 2016, o Disque 100 recebeu mais de 16 mil denúncias de suspeita da prática de abuso sexual em todo Brasil.



Escreva um comentário