21/04/2017 - 06:15:24 - Porto Velho - RO
min --º max --º
Carregando...

No facebook

Agora é só curtir!

No twitter

Siga-nos!

No YouTube

Assista nossos videos!

Polícia

Drogas e celulares seriam jogados em presídio

A operação resultou na prisão de quatro pessoas e na apreensão de um menor de 15 anos.

Por Redação Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 21/04/2017 às 06h15min

Objetos estavam embalados em espumas e amarrados, para que quando fossem jogados não quebrassem

Na última quarta-feira (19), o serviço de Inteligência e a Força Tática da Polícia Militar (PM) apreenderam 16 celulares, 22 pacotes de fumo, 32 gramas de drogas e outros itens em Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho. Segundo a polícia, os objetos seriam arremessados por cima do muro do Centro de Ressocialização Cone Sul. A operação resultou na prisão de quatro pessoas e na apreensão de um menor de 15 anos.

De acordo com a PM, as investigações iniciaram após dois integrantes do grupo serem presos com uma motocicleta com placa adulterada. Na ocasião, eles foram ouvidos e liberados. Em seguida, passaram a ser monitorados e foram flagrados, na tarde de quarta-feira, entrando na casa de um homem de 28 anos que fazia o uso de tornozeleira eletrônica.

A equipe da PM se aproximou do imóvel e visualizou a dupla, o dono da casa, o menor e mais uma pessoa no fundo do quintal.

Um deles, ao ver a polícia, jogou dentro de uma fossa dois invólucros, aparentemente de substância de entorpecente.

Os suspeitos foram abordados pela PM e, em ato contínuo, a casa foi revistada. Em um dos quartos, os policiais encontraram uma sacola com 16 celulares, 13 carregadores, 22 pacotes de fumo, 32 gramas de droga, uma bateria e um fone de ouvido, todos embalados em espumas e amarrados com barbantes para que, quando fossem jogados no presídio, não quebrassem.

Os quatro maiores de idade receberam voz de prisão e o adolescente de apreensão. Os objetos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil. Segundo a polícia, os suspeitos maiores de idade devem responder por associação criminosa, corrupção de menor e posse de droga. (Com informações do Extra de RO)


Escreva um comentário