#EuCurto Diário da Amazônia
Cultura

Rádio Farol, espetáculo visual no Maracujá

36ª Mostra de Quadrilhas e Bois-Bumbás – Arraial Flor do Maracujá

Por Sílvio Santos Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 16/07/2017 às 05h30min

Casal de Noivos da quadrilha Rádio Farol se apresentando na arena do Flor do Maracujá

A apresentação na noite de sexta feira (14), da quadrilha junina Rádio Farol na 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois-Bumbás – Arraial Flor do Maracujá foi espetacular.

Festejando seus 20 anos de criação e de Arraial, a quadrilha dirigida pelo professor Severino Castro colocou na arena 48 pares que sob o comando do marcador Maxsuel mostraram todas as fases da quadrilha durantes esses anos todos. Na realidade, o mestre cerimônia Ruimar convidou o casal de Velhos para contar a história e assim começou a apresentação, que recebeu aplausos de mais de 20 mil expectadores, que se espremiam nas arquibancadas, camarotes, área vip e até na área de dispersão.

Sinhazinha do boi-mirim Brilhantinho acariciando seu boi

“É a Rádio Farol”, comentava a professora Nazaré Silva uma das criadoras do Flor do Maracujá. “Isso enriquece as apresentações do Arraial” comentava o jornalista Everaldo Fogaça. O site Observador através de sua página no Facebook transmitiu ao vivo toda apresentação e registrou mais de 100 mil visualizações e mais de mil comentários, oriundos de praticamente todo o Brasil e alguns países como França, Inglaterra, Espanha e Japão, todos elogiando o espetáculo, que foi a apresentação da Rádio Farol no Flor do Maracujá 2017.

A Rainha das Rainhas da Rádio Farol foi show no Flor

A décima segunda noite do Flor do Maracujá, começou com a apresentação do boi mirim ‘Brilhantinho’ que em virtude de problemas com seu levantador de toadas, não contou com Banda ao vivo, foi na base do som mecânico e mesmo assim, fez ótima apresentação. O segundo grupo a se apresentar foi a quadrilha mirim Rosas de Ouro que como sempre é destaque pela garra da gurizada.

Destaque da quadrilha mirim Rosas de Ouro, encantou

O Boi-bumbá Diamante Negro do Amo Aluízio Guedes fez bela apresentação, com a maioria das músicas de autoria do compositor e levantador de toadas Walcir Nonato. Além do Walcir destacamos a dança da Rainha do Folclore Joiara Guedes e da Cunhã Poranga Aga Maria, da Maruja de Guerra e da evolução do boi pelo ‘Tripa’.

Indumentárias dos itens muito bem trabalhadas, enfim, foi muito boa a apresentação do Diamante Negro.

Belas indumentárias no boi-bumbá Diamante Negro

Maracujá, última noite

Hoje será feita a apuração dos votos dos jurados, que este ano tiveram como coordenador e orientador o Professo/Doutor Marco Antônio Teixeira. Apenas os grupos de quadrilhas foram avaliados já que os bois-bumbás, alegando falta de recursos suficientes, solicitaram a direção da Federon e foram atendidos para que não participasse do julgamento.

A noite vai começar com a premiação dos vencedores da 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois-Bumbás do Arraial Flor do Maracujá e em seguida a apresentação da quadrilha ‘Matutos da Roça’ de Rio Branco (AC).

Pela primeira vez a direção da Federon vai promover o Duelo entre os grupos de dança de toada, Yaporanga (azul) X Waitku Mayakan (verde). “Esperamos que o público aprove, a intenção é transformar esse Duelo em atração todos os anos, no Flor do Maracujá”, disse o presidente da Federon Fernando Rocha.



Escreva um comentário