#EuCurto Diário da Amazônia
Geral

Secretaria realiza mutirão de saúde

Portadores de necessidades especiais são atendidos em mutirão da Semusa.

Por Assessoria
A- A+

Publicado: 14/11/2017 às 05h20min

Mais de 300 pessoas foram cadastradas e mais 100 serão atendidas dia 25 deste mês

O laudo médico pode fazer a diferença na vida de quem precisa do exame para fins diversos. Por isso, o mutirão de atendimento a portadores de necessidades especiais foi tão elogiado, como é o caso do cadeirante Gentil Pereira de 39 anos. Ele conseguiu uma vaga de emprego em uma rede de supermercado, mas precisava de um laudo atualizado.

“Cheguei cedo e peguei uma das primeiras fichas. Saindo daqui já vou levar o laudo no emprego para começar a trabalhar já na próxima semana. Se não tivesse esse atendimento hoje, eu nem sei quando eu iria conseguir. Tem muita dificuldade pra gente”, explica o cadeirante.

A equipe de saúde envolvida, entre eles quatro médicos, além de enfermeiros e técnicos começou o atendimento às 8h para as cem pessoas que foram cadastradas previamente. O objetivo é renovar o laudo médico para quem precisa adquirir o cartão SIM, de emprego ou dar entrada no benefício junto ao INSS.

Lúcio Mauri Jordão de 56 anos sofreu um acidente de motocicleta. E desde então sofre com problemas de coluna. Ele foi acompanhado da filha em busca de um laudo para dar entrada no auxílio saúde.

“Neste último caso, quando se trata de benefício de auxílio-doença, auxílio acidente ou aposentadoria por invalidez, é necessário laudo de especialista. Por isso já providenciamos um novo agendamento com médico especializado exclusivamente para isso. O orientação do prefeito dr Hildon Chaves é que ninguém vai ficar sem o atendimento. Quem precisa renovar o laudo já sai com ele na mão”, garantiu o titular da Semusa, Orlando Ramires.

“Hoje é só o primeiro dia do mutirão. Nós cadastramos no total 300 pessoas. Mais cem pessoas serão atendidas no dia 25 de novembro e depois mais cem no último dia, a 2 de dezembro”, lembrou Jailton Delogo, assessor para políticas públicas para os portadores de necessidades especiais.



Escreva um comentário