Porto Velho/RO, 13 Abril 2020 07:42:05
Diário da Amazônia

13º mostra Cinema e Direitos Humanos muda data e busca locais para exibição

Instituições interessadas podem se inscrever até 15 de junho. Serão escolhidos até 600 pontos de exibição.

A-A+

Publicado: 13/04/2020 às 07h41min

Diante da pandemia da Covid-19 e da recomendação do Ministério da Saúde de isolamento social, os organizadores da 13ª Mostra Cinema e Direitos Humanos reestruturaram a execução do evento e transferiram sua realização no segundo semestre de 2020.

A Mostra – realizada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com produção da Fundação Rádio e Televisão Educativa de Uberlândia (RTU) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – recebe até o dia 15 de junhoas inscrições de quaisquer instituições e espaços culturais de todo o Brasil que se habilitem a exibir os filmes da Mostra à pessoas que têm pouco ou nenhum acesso à cultura ou conhecimento de seus direitos.

Existem  duas possibilidades de participar como Ponto de Exibição da 13ª edição. São elas: por meio do acesso a uma plataforma on demand, ou mediante a reprodução de DVDs.

Modalidade plataforma on demand 

Nessa modalidade a instituição poderá acessar o conteúdo a qualquer momento por meio de um canal digital e on-line. Em tradução livre, o termo significa “sob demanda”, o que significa que as sessões são organizadas de acordo com a realidade de cada ponto de exibição, dentro de um calendário nacional.

Para acessar a plataforma on demand, contudo, é essencialmente necessário ter acesso à internet de alta velocidade. Dessa forma, a distribuição digital através do streaming irá ocorrer de forma fluida e funcional. Por meio da plataforma, será possível ter acesso a 20 obras audiovisuais — já em fase de seleção e curadoria — em diferentes programações. São 600 vagas para instituições de todo o país, que poderão exibir dois programas da plataforma. Para mais detalhes, acesse a Convocatória de Pontos de Exibição.

Modalidade reprodução de DVD

Com o acesso aos dispositivos físicos, o ponto de exibição estará apto a participar do Circuito Difusão. Nesta alternativa, a instituição terá acesso a oito obras audiovisuais e poderá manter os arquivos como recurso didático para a circulação em suas respectivas cidades e regiões. São 2 mil vagas para instituições de todo o país! Para conhecer mais detalhes, leia a Convocatória de Pontos de Difusão.

Além dos suportes de exibição, as duas convocatórias possuem outras diferenças no prazo de promoção da Mostra Cinema e Direitos Humanos. As instituições com acesso à plataforma on demand deverão realizar as exibições entre os meses de novembro e dezembro de 2020. Já os locais candidatos ao Circuito Difusão devem se disponibilizar a efetivar as exibições em janeiro e fevereiro de 2021.

Caso tenha interesse, a instituição poderá participar dos dois processos convocatórios. Desta forma, terá acesso integral, em um primeiro momento, às 20 obras audiovisuais e, posteriormente, poderá contar com parte das obras para o seu acervo cultural. A inscrição, contudo, não garante a imediata seleção das instituições nas duas opções. Daremos prioridade ao maior alcance possível de parcerias em todo o território nacional.

As inscrições estão abertas até o dia 15 de junho e podem ser feitas gratuitamente através do site.

 

Fonte: Assessoria



Deixe o seu comentário