Porto Velho/RO, 12 Fevereiro 2021 08:22:49

CarlosSperança

coluna

Publicado: 12/02/2021 às 08h21min | Atualizado 12/02/2021 às 08h22min

A-A+

A entrada de macacos velhos muda totalmente a corrida sucessória em Rondônia para 2022

Bons modos O mínimo a considerar sobre a diplomacia sob as ordens do ministro Ernesto Araújo é que tem sido desastrosa. Ao substituir as..

Bons modos

O mínimo a considerar sobre a diplomacia sob as ordens do ministro Ernesto Araújo é que tem sido desastrosa. Ao substituir as boas tradições do Itamaraty pelos delírios das teorias da conspiração, arruinou a imagem do país lá fora em parceria com o desmonte do Ministério do Meio Ambiente.

Para um julgamento também rigoroso da diplomacia dos EUA, depois do pacote em que incluiu a Amazônia como seu quintal ela demonstra ser, no mínimo, truculenta. O ponto positivo de ser um esforço para combater o aquecimento global não diminui a necessidade de respeitar os demais países.

Deve-se primeiro travar contatos de alto nível para a preparação de acordos para só depois anunciar parcerias, com base no respeito entre as nações e ao princípio sagrado de não interferir nos assuntos internos de outros países.

O governo Joe Biden começou com um pacote que embute um plano de proteção à Amazônia já antecipado na campanha eleitoral pela proposta de oferecer US$ 20 bilhões para que o Brasil pare de destruir a floresta. Sem cuidado, o staff de Biden divulgou o pacote sugerindo que se o governo brasileiro ceder terá apoio na luta para fazer parte da OCDE, o clubinho dos países ricos. Também poderá comprar artigos militares e terá facilitados os acordos comerciais que Donald Trump ignorou. Lá, como aqui, a diplomacia está em falta com os bons modos.

…………………………………………………………

Uma temeridade

Consultei opositores a candidatura do prefeito Hildon Chaves (PSDB) ao governo do estado em 2022 e a maioria considerou uma temeridade, que é algo muito arriscado o voo para o CPA. Porque?  Entendem que o resultado das urnas no ano passado em Porto Velho, mesmo proporcionando uma vitória ao tucano, acabou perdendo para as abstenções, nulos e brancos e isto não avaliza uma peleja do porte do governo estadual. Acham que ele deixar o Prédio do relógio na metade do mandato é puro desgaste.

Caminho certo

Mas a avaliação dos tucanos e da sua base aliada é bem diferente dos adversários fura-olhos. Entendem que Hildon é bom de virada, já que ganhou duas eleições com vira-vira, é competente e arrojado, sabe costurar alianças, é um raro político de palavra e não tem medo de cara feia dos adversários cobras criadas. Some-se a isto o carisma do alcaide, considerado um bico doce nas suas lives junto ao eleitorado e também bem avaliado pelo eleitorado feminino. Portanto, o PSDB vem quente e fervendo para 2022.

Peste diabólica

Com quatro cepas diferentes, entre elas o próprio vírus amazônico, o coronavirus inferniza a vida do Amazonas e de Rondônia, os estados mais atingidos pelo covid 19, com seus hospitais superlotados, com seus cemitérios não dando conta de abrir tantas covas para tantas vítimas que se foram, já enviando seus pacientes para outros estados pela falta de condições de atendimento local. O pior é a conclusão dos cientistas: uma variante causa reinfecções, uma segunda cepa dificilmente é constada nos exames, e uma terceira variante consegue se esconder inteiramente da ciência.

Nas paradas

A possibilidade dos raposões Ivo Cassol (PP) e Confúcio Moura (MDB), os únicos governadores de Rondônia eleitos e reeleitos macacos velhos na arte da política entrarem na peleja estadual, muda inteiramente o cenário das eleições de 2022, que tinha apenas o coronel Marcos Rocha a reeleição, o senador Marcos Rogério (DEM) e o prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB) como principais protagonistas. O jogo agora é bruto, mesmo porque Ivo e Confúcio sabem mexer os pauzinhos e detonar os adversários na reta final.

A Fraternidade

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB e o Conselho Nacional das Igrejas Cristãs estão abrindo mais uma campanha da fraternidade. A edição 2021 tem como tema “Fraternidade 2021 e o diálogo: Compromisso com Amor”. Um assunto necessário e oportuno, num momento que o País vivencia uma polarização doentia, com uma humanidade raivosa causando situações que foram desastrosas nos Estado Unidos e no Brasil com o negacionismo do covid 19.

Via Direta

*** Com várias cepas agindo na terrinha, o covid se espalha por Rondônia aumentando o número de casos e de vítimas*** Dependemos agora da boa vontade de outros estados para atender nossos pacientes*** Outro governador bolsonarista liberou o garimpo do ouro com mercúrio: é Antonio Denarium, de Roraima. Haja poluição, haja contaminação do meio ambiente e de futuros casos de câncer*** O ex-prefeito de Vilhena Melki Donadon comemora o restabelecimento da saúde. Foi tratado em Brasília  e quase foi desenganado pelos médicos com o pulmão que já estava comprometido em até 90 por cento*** Para compensar as perdas, o comércio da capital funciona nestes dias de carnaval, já que não teremos as Folias de Momo nesta temporada para evitar aglomerações.  


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas