porto velho - ro, 25 Julho 2019 17:53:03

Silvio Santos

coluna

Publicado: 19/07/2019 às 18h31min

A- A+

A estrutura do Arraial Flor do Maracujá já começou a ser montada

A estrutura do Arraial Flor do Maracujá já começou a ser montada. As tendas onde serão instaladas as barracas dos ambulantes e..

A estrutura do Arraial Flor do Maracujá já começou a ser montada. As tendas onde serão instaladas as barracas dos ambulantes e restaurantes já estão armadas, assim como parte das arquibancadas.

**********

O negócio já diferente dos anos anteriores, até 2018, os chamados vendedores ambulantes montavam seus negócios em barracas armadas pela distribuidora de cerveja patrocinadora do evento.

**********

As chamadas tendas, eram destinadas as barracas chamadas de restaurante e as pastelarias grandes, as demais eram todas por conta da cervejaria.

**********

Este ano todos ficaram abrigados pelas tendas brancas, muito mais bonitas. Todas já estão mo0ntadas no Parque dos Tanques, aguardando a instalação de energia elétrica, encanação hidráulica, pias e escoamento de água.

*********

Tá realmente ficando muito bonito o 38º Arraial Flor do Maracujá.

**********

Enquanto isso, a cada dia que passa, as alegorias dos grupos folclóricos crescem, no pátio do Parque dos Tanques. É cada uma mais impressionante que a outra.

**********

O mais legal, é que não tem como esconder uma da outra, quer dizer, todo mundo sabe o que o outro está fazendo.

**********

A diferença só será notada no dia da apresentação, quando os decoradores entram em cena e transformam o que era apenas ferro, em um visual muito bacana. Aí é por conta de quem entende mais de decoração “carnavalesca”.

***********

Quer conferir o que estou dizendo, vai a Cidade da Cultura no Parque dos Tanques a qualquer hora do dia e confere.

**********

Apenas matar a curiosidade de alguns: Juabp, Jucadiro, Nova Junina do Orgulho, Boi Marronzinho, Girassol das Três Marias são os grupos que já estão trabalhando a confecção de suas alegorias no Parque dos Tanques.

**********

Por outro lado a equipe do professor Marco Teixeira capricha nas aulas do curso de julgadores que deve acontecer até a próxima terça feira. Quarta feira será a tal de sabatina entre os jurados e os dirigentes dos grupos folclóricos.

**********

Apenas um impasse entre os grupos de Bois Bumbás. Acontece que quando criaram a categoria Grupo de Acesso existiam filiados Nove Grupos de Bumbás

**********

E o Regulamento do festival passado condicionou que desses, quatro cairiam para formar o Grupo de Acesso. Assim foram para o Grupo de Acesso, os bumbás:

**********

Teimoso, Tira Teima, Estrela de Fogo e Vencedor. No dia que aco0nteceu a reunião para se discutir o Regulamento do Flor do Maracujá 2019, o presidente do Boi Vencedor artesão conhecido como Bomba apresentou requerimento solicitando o afastamento do seu grupo do Arraial deste ano. Sobram TRES bumbás no grupo de Acesso.

**********

Agora tão falando que o Boi Teimoso também não vai se apresentar. Devo esclarecer que essa informação, carece de confirmação da direção da Federon, pois até ontem a direção do Teimoso não havia entrado com nenhum documento solicitando licenciamento do Arraial deste ano. Portanto é apenas especulação a ausência do bumbá no Arraial deste ano.

**********

De qualquer maneira ontem alguns grupos de bumbás começaram a questionar a existência do Grupo de Acesso, já que caso se confirme o afastamento do Teimoso, apenas dois bois irão se apresentar pelo |Grupo de Acesso o que garante suas presenças no grupo especial do próximo ano.

**********

E aí ficariam apenas dois bois, e sempre os dois que caírem terão a certeza que subirão no próximo festival o que em min há opinião não legal.

*********

O correto é condicionar a existência do Grupo de Acesso, caso existiam no mínimo TRES Grupos na categoria.

**********

Isso quer dizer que em 2020 não existirá o Grupo de Acesso.

**********

Acontece que alguns grupos solicitaram reunião extraordinária com a direção da Federon para sugeri que este ano caia apenas um Grupo de Bumbá para o Acesso. Não sei não!


Escreva um comentário

Arquivos de colunas