Porto Velho/RO, 31 Janeiro 2021 06:00:13

JoséLuiz

coluna

Publicado: 31/01/2021 às 06h00min

A-A+

Agora é agro!

O futuro do agronegócio está chegando em Porto Velho por meio da Confederação Nacional de Agricultura (CNA) ofertando cursos..

O futuro do agronegócio está chegando em Porto Velho por meio da Confederação Nacional de Agricultura (CNA) ofertando cursos profissionalizantes à distância (EAD), nas áreas ambientais, tecnólogos e administração com objetivo de preparar jovens e produtores rurais para o manuseio das ferramentas modernas visando o desenvolvimento sustentável das atividades no campo. O pólo da faculdade CNA terá o suporte da Federação de Agricultura e Pecuária de Rondônia (Faperon), onde os interessados poderão realizar suas inscrições até 24 de fevereiro com o inicio das aulas previstas para o inicio de março de 2021.

Impressionante!

A lavoura de soja do grupo Mazzutti localizada as margens da BR 364, sentido Acre, no município de Porto Velho com 500 hectares de área cultivada vem apresentando a impressionante média de 70 sacas de 60 quilos por hectare colhida. Na mesma região nas lavouras plantadas pelo Grupo Rovema, estão sendo colhida uma média entre 60 e 65 sacas de 60 quilos da oleaginosa também por hectare cultivadas. Estes números superam com folga a colheita no Sul do estado, bem como, o recorde nacional.

Investimentos!

O governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Agricultura (Seagri), investirá R$ 28 milhões na melhoria da produção de leite, no mês de fevereiro, conforme explica o secretário Evandro Padovani. Os recursos serão investidos através de parcerias e convênios entre a Emater e outras instituições com objetivo de dobrar a produção leiteira no estado de Rondônia. De acordo com o secretário a produção no campo não pode sofrer soluções de continuidade, mesmo diante deste momento de pandemia.

Produção!

No município de Porto Velho está localizada a 5ª maior granja produtora de ovos, as outras quatro funcionam em Vilhena e Cacoal, tornando o estado auto-suficiente ofertando produtos de boa qualidade. A Granja do Porto aqui na capital mantêm 150 mil aves de postura gerando uma produção média entre 130 e 140 mil ovos/dia, gerando 35 empregos diretos com capacidade para atender toda a região Norte do estado.

Interessante…!

Na Secretaria de Agricultura, sem encontra em gestação um projeto que visa aproveitar a mão-de-obra de quatro técnicos indígenas, sendo dois em Porto Velho e dois no município de Guajará-Mirim. Existe boa vontade por parte do Governo do estado, todavia, ainda é necessário quebrar as barreiras burocráticas, para que estes profissionais possam desenvolver suas atividades nas suas próprias comunidades.

Calcário!

Os relatórios apresentados pela Secretaria de Agricultura (Seagri) revelam que da usina de extração de calcário, no município de Pimenta Bueno, no ano passada foram retirados mais de 180 mil toneladas do produto distribuído aos pequenos e meios produtores rurais. De outra parte o governo do estado distribuiu 600 equipamentos agrícolas para atender as comunidades produtoras por meio de sindicatos e associações.

Finalizando

Quero externar meus sentimentos aos familiares do nosso amigo, Marcelo Bennesby, lembrando que por aqui estamos de passagem, ontem foi ele, amanhã será um de nós, desta vida nada se leva, contudo, o lado bom é deixar lembranças saudáveis entre os amigos, isso ele fez.


Deixe o seu comentário

sobre José Luiz Alves

Colaborador do Diário da Amazônia - José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.

Arquivos de colunas