Porto Velho/RO, 07 Junho 2020 06:00:55

JoséLuiz

coluna

Publicado: 07/06/2020 às 06h00min

A-A+

Agronegócio poderá encolher 20% em cinco anos 

O carro-chefe da economia nacional, o agronegócio, esconde uma divida acumulada de R$ 700 bilhões, de Norte a Sul do País conforme..

O carro-chefe da economia nacional, o agronegócio, esconde uma divida acumulada de R$ 700 bilhões, de Norte a Sul do País conforme revela um estudo realizado pela Grégora Consultoria Empresarial em 2019, antes do coronavirus a aportar por aqui. O Centro-Oeste onde estão os maiores produtores de gado e grãos, Goiás é o maior exemplo da ameaça de colapso no agronegócio respondendo por 11% do total de dividas com R$ 77 bilhões.

     Tem Mais

Essa ferida se não for estancada a tempo colocará a economia brasileira em colapso daqui a cinco anos, pois o agronegócio representa 21,4% do PIB nacional (R$1,5 trilhões) de acordo com números revelados pelo Centro de Estudos e Pesquisas Avançadas do (CEPEA/USP/SP). “Imagine o Brasil sem o PIB do agronegócio” alerta, Jeferson Rocha, diretor da Associação Nacional de Produtores Rurais, que teremos um êxodo de 30 a 40%, a curto e médio prazo de 1,5 milhões de famílias migrando do campo para às cidades.

     Prejuízos

O estudo mostra o tamanho das dividas dos produtores, assim como os prejuízos para a pecuária de corte, leite, café, arroz, cana de açúcar, citros, coco e cacau, serão os maiores afetados, sem considerar a produção de hortaliças e legumes indispensáveis na mesa dos consumidores.

   Reciclagem

Na opinião do empresário e pecuarista, Adélio Barofaldi, depois que passar a pandemia provocada pelo coronavírus empresários e parceiros obrigatoriamente todos terão que rever suas convivências sociais. O relacionamento será outro e terá que existir compreensão entre as partes envolvidas. Não adianta criar boi se não existir consumidores para a carne, muitos vão migrar para o frango, peixe e ovos.

      Uma boa noticia

O superintendente do Banco do Brasil em Rondônia, Edson Lemos salienta que os produtores de soja no estado estão antecipando os financiamentos para o próximo plantio com projetos de ampliação nas áreas cultivadas. Em tempo de crise essa é uma boa noticia.

      Maio-ambiente

Mais uma semana de meio-ambiente chega ao final sempre com os mesmos reclames, fumaça, queimadas e gente com garganta seca e tosse. Enquanto uns desmatam e tocam fogo, falta fiscalização e castigo rígido para os infratores.

     Finalizando

Boa leitura e bom final de semana. Não esqueça da máscara e respeite o convívio social, afinal de contas e coronavirus continua apavorando quem dele dúvida.


Deixe o seu comentário

sobre José Luiz Alves

Colaborador do Diário da Amazônia - José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.

Arquivos de colunas