Porto Velho/RO, 11 Dezembro 2019 22:10:15
    Variedades

    Amiga de Whitney Houston afirma relações sexuais com a cantora

    O relacionamento das duas veio à tona no lançamento do documentário "Whitney: Can I Be Me", em 2007

    A-A+

    Publicado: 07/11/2019 às 10h30min

    Robyn Crawford, amiga íntima de Whitney Houston, revelou em seu livro de memórias que as duas tiveram um relacionamento sexual.

    Em uma entrevista à NBC News sobre a obra “A Song for You: a Life with Whitney Houston”, Crawford falou com mais detalhes sobre a história romântica entre ela e Houston. “No início dessa amizade, era físico”, disse Crawford à NBC. “Foi durante o primeiro verão que nos conhecemos, foi a primeira vez que nossos lábios se tocaram. E não foi nada planejado, apenas aconteceu. E foi maravilhoso. E então, pouco tempo depois, passamos a noite juntas. E naquela noite foi a noite em que nos tocamos. E isso apenas nos aproximou.”

    Crawford afirma que elas nunca tiveram discussões sobre serem gays ou outros rótulos sexuais e que esperava ficar com a cantora para sempre. Até que Houston decidiu terminar. “Ela disse que não deveríamos mais ter contato físico porque isso tornaria nossa jornada mais difícil e que se as pessoas descobrissem algo, usariam isso contra a gente.”

    O relacionamento das duas veio à tona no lançamento do documentário “Whitney: Can I Be Me”, em 2007. Entre imagens de bastidores da carreira e da vida pessoal da cantora, morta em 2012, a produção revela o relacionamento de Houston com Crawford, que, suspeitava-se, ia além da amizade.

    Segundo a revista norte-americana “People”, o filme mostra que a relação das duas era mais do que platônica, e que o afastamento de Robyn foi um fator decisivo para a derrocada de Whitney. Um dos entrevistados inclusive chega a afirmar que acredita que a cantora era bissexual e que Robyn fornecia segurança e conforto à artista.

    O rompimento entre Whitney e Robyn aconteceu quando a cantora se casou com Bobby Brown, com quem ficou por 15 anos. Ela e Robyn nunca se deram bem.

     

    Fonte: Folha de São Paulo



    Deixe o seu comentário