porto velho - ro, 22 Setembro 2019 05:55:28

    SilvioSantos

    coluna

    Publicado: 14/05/2019 às 16h17min

    A-A+

    As festas juninas em Porto Velho começam na sexta-feira 17

    As festas juninas em Porto Velho, começam na próxima sexta feira 17, com o lançamento no Centro de Atendimento ao Turista da SETUR..

    As festas juninas em Porto Velho, começam na próxima sexta feira 17, com o lançamento no Centro de Atendimento ao Turista da SETUR – CAT localizado no 1º piso do Porto Velho Shopping, as 17 h 30 do CIRCUITO JUNINO.

    ***********

    A Liga dos Arraias que tem na presidência o engenheiro Clodoaldo Negaça em parceria com a Funcultural de Porto Velho e a Superintendência Estadual de Turismo – Setur vai promover um espetáculo, com apresentações de grupos folclóricos de dança de quadrilha e boi bumbá.

    **********

    O primeiro evento do Circuito Junino será o Arraial Flor de Cacto marcado para começar no dia 24. O Flor de Cacto inclusive já está sendo montado no Campo 1º de Maio do bairro Caladinho.

    **********

    Este ano o Arraial dirigido pelo Negaça está oferecendo boa premiação aos grupos de quadrilha junina que se inscreveram para participar do Festival, que será coordenado pelo folclorista João Alves o Joãozinho.

    ***********

    Com bom dinheiro, os grandes grupos correram para se inscrever. Assim vamos apreciar durante os dez dias do Flor de Cacto apresentações das juninas: Girassol, Mocidade Junina, Rosa Divina, Flor da Primavera, Rádio Farol. Juabp. A Roça é Nossa, Matutos do Socialista, Nova Junina do Orgulho, Mocidade do Guaporé entre outros.

    **********

    Ontem o Joãozinho reuniu os dirigentes das juninas que vão participar da disputa no Flor de Cacto e apresentou os Jurados. A reunião aconteceu na sede da Federon na Cidade da Cultura.

    *********

    O festival do Flor de Cacto serve para avaliarmos como estão nossos grupos folclóricos de quadrilha juninas, para as apresentações deste ano.

    ***********

    Serve também para os grupos aprimorarem suas coreografias para as apresentações no maior Arraial da Região, o Flor do Maracujá.

    **********

    Por falar em Flor do Maracujá! Não sei o que aconteceu, só sei que a diretoria da Federon foi convidada a conceder entrevista na manhã de ontem, a um canal de televisão (não assisti) e o que vi nas redes sociais dos Grupos Folclóricos filiados à Federon, foi a postagem de uma foto do superintendente da Sejucel Jobson Bandeira com a seguinte frase: “Quem vai fazer o Flor do Maracujá! A Sejucel ou a Federon?”.

    **********

    Como não assisti a entrevista não sei se a televisão ouviu apenas a direção da Federon e deixou a Sejucel para outro dia, não posso responder a pergunta acima.

    *********

    Porém, posso deduzir que o que publiquei na coluna de ontem, sobre uma conversa que tive com o Fernando Rocha e com o Severino Castro está corretíssimo.

    **********

    Realmente a realização do Arraial Flor do Maracujá está ameaçadíssima, caso a Sejucel não atenda as reivindicações dos grupos apresentada através da Federon.

    *********

    Particularmente, estou torcendo para que tudo termine bem, pois, não podemos admitir que ‘EGOs’ de dirigentes, sejam colocados acima do interesse da nossa população folclorista.

    **********

    Acho inclusive que o Ministério Público através da carteira que cuida da Cultura, deve intervir chamando as partes para conversar e resolver o problema entre a Federon e a Sejucel.

    ***********

    Alguém tem que ceder para que nossa festa folclórica maior não seja prejudicada. Não vamos deixar que o Arraial Flor do Maracujá passe a fazer parte da estatística, através da frase: “Porto Velho já teve…”.

    ************

    Do jeito que a coisa está, não duvido que isso esteja prestes a acontecer, já, que caso realmente as partes não entrem em acordo. Nossa maior festa folclórica não vai acontecer no ano de 2019.

    **********

    E não acontecendo este ano, fica difícil voltar a acontecer nos próximos anos.

    **********

    Vamos parar de frescura e sentar para realizar o Arraial Flor do Maracujá senhores Jobson Bandeira e Fernando Rocha!


    Escreva um comentário

    sobre Silvio Santos

    Jornalista. Atualmente é editor do caderno de Cultura do jornal Diário da Amazônia. É um apaixonado pela Cultura de Porto Velho. Mantém uma coluna diário no jornal Diário da Amazônia. Conhecido carinhosamente por Zé Katraka.

    Arquivos de colunas