Porto Velho/RO, 20 Fevereiro 2021 11:30:50
Diário da Amazônia

Aulas na rede municipal, em Ji-Paraná, serão iniciadas na segunda, 22

A forma e a frequência como serão feitas as entregas das atividades impressas aos alunos ou responsáveis também estão sendo definidas

Por J. Nogueira Diário da Amazônia
A-A+

Publicado: 20/02/2021 às 11h30min

A reunião ocorrida na manhã desta sexta-feira, 18, entre a secretária municipal de Educação, Vanusa Fernandes França Pinheiro e os gestores das escolas da Rede Municipal de Ensino serviu para os últimos ajustes para o início das aulas em Ji-Paraná, na próxima segunda-feira, dia 22. Cada diretor, juntamente com sua equipe, expôs as estratégias que prepararam para o retorno às aulas de forma remota, online e offline.

Foram quase duas horas de reunião em que os gestores, a secretária e a equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação (Semed/Ji-Paraná) discutiram sobre a forma como cada escola está preparando o retorno às aulas. A orientação da Secretaria é para que, dentro da realidade de cada unidade de ensino, as aulas sejam ministradas de forma remota, nas modalidades online (via ferramentas digitais como Google Meet, Youtube, Cisco Ebex, WhatsApp) e/ou offline (retirada e devolução de atividades impressas na própria escola), sempre respeitando os protocolos de saúde e higiene determinadas em decretos, como o uso de máscaras, a higienização das mãos com álcool 70 ou em gel e o distanciamento social.

Diante do exposto pela maioria dos gestores quanto à preocupação dos professores com relação aos perigos de se contrair o coronavírus, causador da doença Covid-19, nas atividades nas escolas, ficou definida a presença física de no mínimo dois dias por semana de cada docente em suas respectivas unidades escolares, sempre obedecendo uma escala a ser organizada e distribuída pela direção escolar. O restante da carga horária, professores e demais servidores deverão cumprir em home office (a partir de casa).

A forma e a frequência como serão feitas as entregas das atividades impressas aos alunos ou responsáveis também estão sendo definidas pelas escolas, respeitando sempre a realidade de cada uma delas.

Todos no pátio

Na escola Professor Irineu Antônio Dresh, localizada na Linha 128 – Setor Riachuelo, por exemplo, o diretor Cristiano Terto definiu a escala e a forma de entrega da seguinte maneira: às segundas e quartas-feiras serão atendidos alunos (pais ou responsáveis) das turmas do 1º ao 5º ano e às terças e quintas-feiras os alunos das turmas do 6º ao 9º ano. Os professores das respectivas turmas ficarão dispostos no pátio da escola, no horário das 7h30 às 13h30, em local bem ventilado, seguindo todos os protocolos de segurança em saúde. Um servidor ficará no portão da escola aferindo a temperatura e controlando a entrada de no máximo três pessoas por vez.

O diretor da Irineu Dresh explicou que além das atividades offline, cada professor criou um grupo na ferramenta digital WhatsApp com os alunos de suas respectivas turmas. Nestes grupos, os professores postam vídeos explicativos com relação às atividades impressas e tiram dúvidas dos alunos e pais. Em reunião prévia, os pais optaram pelas atividades exclusivamente impressas (offline), porém, para aqueles que possuem acesso à Internet, os professores auxiliam com os vídeos e o atendimento online.

“Essa é nossa maior guerra no momento: sobreviver. Essa reunião foi, sobretudo, para discutirmos formas de continuarmos fazendo educação de qualidade e mantermos, todos nós servidores, pais e alunos vivos”, destacou a secretária Vanusa Fernandes



Deixe o seu comentário