porto velho - ro, 02 Novembro 2019 03:38:03
    Política

    AZEDOU: Laerte sobe o tom e exige respeito de chefe da Casa Civil

    Junior Gonçalves alega que foi vítima de fake news, já o presidente do legislativo diz que o caso está sendo investigado na justiça

    Por Redação
    A-A+

    Publicado: 06/08/2019 às 10h11min | Atualizado 06/08/2019 às 15h26min

    O presidente Laerte Gomes (PSDB), não gostou nenhum pouco de ver o seu nome e o nome de outros deputados como o porto-velhense Jair Montes envolvidos em uma suposta conversa entre o secretário-chefe da Casa Casa e um interlocutor que aparentemente é servidor ou possui mandato na Assembleia Legislativa.

    Em tom áspero e visivelmente irritado, nessa terça-feira (05), durante coletiva sobre o 36° aniversário da ALE/RO, Laerte bradou que a Casa de Leis espera o mínimo de respeito de quem quer que seja, especialmente de servidores públicos, que estão a serviço do governo do Estado, com quem a Assembleia possui um bom relacionamento.

    Laerte se referiu diretamente ao escândalo envolvendo o chefe da Casa Civil, Junior Gonçalves, que supostamente teve conversas de WhatsApp vazadas, nas quais expõe ao ridículo o presidente da Assembleia e quase todo o Legislativo Estadual. (veja as conversas abaixo)

    Laerte Gomes explicou que a Assembleia já recorreu à justiça e que todo o caso já está sendo investigado. Segundo ele, todos esperam que tudo seja esclarecido e que o chefe da Casa Civil realmente não esteja envolvido, já que Junior Gonçalves afirmou em nota à imprensa, que foi vítima de fake news. (Veja nota abaixo).

    “É uma situação que causa muita preocupação, é um fato gravíssimo, o chefe da Casa Civil afirma que é fake e nós queremos acreditar que sim, mas esperamos uma apuração isenta, prática e rápida da Polícia Civil. A gente espera é que seja esclarecido, pois a relação que existe entre o Legislativo e o Executivo é uma relação de respeito. Sendo verdade, precisamos discutir, pois a forma que foram tratadas aquelas mensagens com os parlamentares não é a forma de um chefe da Casa Civil tratar um governo”.

    Um dos mais atingidos nas supostas conversas atribuídas a Junior Gonçalves é o deputado Jair Montes, que é chamado de mulambo pelo interlocutor. O deputado ainda não se manifestou sobre o assunto, o que espera que aconteça nos próximos dias. Nas mesmas conversas, a mensagem atribuída a Junior Gonçalves diz que “Laerte pensa que manda alguma coisa, mas não manda nada”.

     

    VEJA OS PRINTS DA CONVERSA

     

    Veja a nota emitida Junior Gonçalves:

    “Prezados amigos.
    É com muita indignação que venho aqui expressar repúdio a Fake News que estão repassando. São prints de conversas de WhatsApp que alegam ser minhas. Conversas com pessoas próximas que claramente foram simuladas em aplicativos para este fim. O jogo baixo e sorrateiro começou e novamente estão atacando a minha honra.Já estou registrando denúncia para se abrir investigação a respeito disso e para punir os responsáveis por esta Fake News”.



    Escreva um comentário