Porto Velho/RO, 06 Junho 2020 17:26:36
Geral

Bolsonaro libera venda de fuzis do Exército para produtores rurais, caçadores e atiradores

A IMBEL, indústria de armas subordinada ao Exército Brasileiro abriu a venda de fuzis 5,56 e 7,62 para o público civil

A- A+

Publicado: 05/06/2020 às 14h07min | Atualizado 05/06/2020 às 14h10min

Foto: Reprodução

Uma das mais esperadas e debatidas promessas do Presidente em sua campanha era a posse e porte de arma para o cidadão de bem. Uma medida vista como protetora e de direito ao brasileiro, com grande apoio da população, a promessa foi cumprida e agora está liberada a venda de fuzis do exército para produtores rurais, caçadores e atiradores.

Antigamente, segundo definição estabelecida pelo Exército em 2000, poderia ser considerada de uso restrito a arma que disparasse projétil com energia de lançamento acima de 407 joules. A nova lei alterou o limite e esse foi ampliado para 1.620 joules. Ou seja, agora o Fuzil pode ser comprado para caça, treino e proteção da propriedade rural.

A IMBEL, indústria de armas subordinada ao Exército Brasileiro abriu a venda de fuzis 5,56 e 7,62 para o público civil gerando entusiasmo nos amantes de armas de todo o Brasil.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) sancionou em setembro de 2019, o projeto de lei que permite a moradores rurais ter a posse de arma de fogo em toda a extensão de imóvel localizado no campo. O texto foi sancionado sem vetos. Permitir a posse de arma além da sede do domicílio rural é um pleito antigo da bancada ruralista que enxerga na medida mais maneiras de se defender da violência no campo, como o roubo de rebanhos. Críticos dizem que a medida pode agravar a violência no campo. (Fonte: Comprerural)



Deixe o seu comentário