Porto Velho/RO, 11 Novembro 2021 08:34:42

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 11/11/2021 às 08h34min

A-A+

Brasil pode unir útil ao agradável nas questões climáticas

Chegando ao momento final da conferência da ONU sobre mudanças climáticas, a COP26, vale destacar que o mundo agora tem certeza que o..

Chegando ao momento final da conferência da ONU sobre mudanças climáticas, a COP26, vale destacar que o mundo agora tem certeza que o planeta Terra está superaquecido, com tendência de aquecer ainda mais, e que mudanças precisam ser tomadas no sentido de evitar o caos na próxima década. Há consenso que até 2030, as emissões de gases poluentes, principalmente o Carbono (CO2) precisam ser drasticamente reduzidos, caso contrário, até 2050 a Terra sofrerá impactos imensuráveis que podem levar à fome mundial, eliminação de espécies e outras consequências.

Acontece que, os países mais poluentes são os grandes dominadores da economia mundial. A China lidera com 23,9%, depois os Estados Unidos com 13,6%, Índia e União Europeia empatam com 6,8%. O Brasil aparece entre os dez mais poluentes com 3% das emissões, e apesar do percentual, o nosso país sofre grande pressão por ter vasta área de cobertura florestal, que serve como o equilíbrio do mundo. 

A COP26 serviu também para o Brasil marcar posição e mostrar que tem buscado alternativas, como por exemplo, os experimentos já realizadas com resultados positivas de agricultura e pecuária com baixas emissões. O modelo deve ser ampliado e tornar uma prática sustentável para manter o Brasil como grande produtor mundial de alimentos com menor impacto possível ao meio ambiente.

Quanto às outras demandas, o Brasil precisa reposicionar e saber aproveitar melhor o que tem disponível. A proposta de pagamento como compensação pela manutenção de áreas verdes é um modelo de negócio que sinaliza ser compensador. A venda do estoque de Carbono será negócio valioso nos anos seguintes e sabendo aproveitar, o nosso país poderá ter isso como outra fonte de recursos econômicos sem prejudicar o agro. 

Até mesmo a participação brasileira no COP26 foi melhor destacada mostrando a importância que país tem no âmbito das discussões e soluções contra as mudanças climáticas. É o momento de compreender melhor como unir o útil ao agradável. 


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas