Porto Velho/RO, 31 Agosto 2021 18:50:05

JoséLuiz

coluna

Publicado: 03/07/2021 às 06h00min

A-A+

Campo & Lavoura

Não faltará grana para o agronegócio O superintendente do Banco do Brasil em Rondônia, Edson Lemos anunciou que para o Plano safra..

Não faltará grana para o agronegócio

O superintendente do Banco do Brasil em Rondônia, Edson Lemos anunciou que para o Plano safra 2021/2122, não faltará recursos para investimentos e custeio para manter o agronegócio em alta neste estado, onde a instituição tem condições de disponibilizar aos produtores rurais recursos da ordem de R$ 2,1 bilhões. O superintendente destacou que no último Plano safra 2020/2021, o Banco do Brasil investiu R$ 1,9 bilhões nas atividades produtivas em Rondônia, e, que a meta agora é ultrapassar este valor garantindo que as atividades, entre os grandes, médios e pequenos produtores rurais.

No BASA também existem recursos

Na outra ponta da linha o Diretor Comercial do Banco da Amazônia, Francimar Maciel, confirmou que para a safra 2021/2122, colocou a disposição do agronegócio em Rondônia, R$ 1,7 bilhões, destacando que deste montante R$ 1 bilhão serão destinados para os micros e pequenos produtores rurais, bem como para apoiar agricultura familiar que é muito forte no estado de Rondônia. Aos agricultores que desenvolvem suas atividades produtivas com recursos do Pronaf, estes serão beneficiados com juros que variam entre 3 e 4,5% ao ano. Na verdade, não faltará recursos para o campo continuar mantendo de pé a economia de Rondônia.

Revitalizando o cacau

O Secretário de Agricultura, Evandro Padovani, afirmou que o governo do estado trabalha um projeto que será lançado em breve revitalizando as lavouras de cacau, com o objetivo de gerar rendas nas pequenas propriedades rurais, assim como recuperar as nascentes e áreas degradadas. O projeto deverá ser lançado em Ouro Preto do Oeste na região central do estado, em parceria com a Ceplac, Ministério da Agricultura e Emater.

Pescado

Uma parceria entre Governo do estado e Sebrae, trabalham um plano de ação para o mês de setembro com o lançamento em todos os municípios de Rondônia com eventos simultâneos demonstrando para o população a importância do consumo de pescado tendo como carro-chefe o tambaqui assado. De acordo com o Secretário de Agricultura, Evandro Padovani, a renda será revertida às instituições beneficentes.

Outras fronteiras

Um projeto ambicioso envolvendo várias instituições no estado de Rondônia pretende realizar em todo o território nacional, um festival de tambaqui assado levando para além de nossas fronteiras o sabor e qualidade do peixe nativo criado em cativeiro. A idéia dos organizadores do evento é mostrar lá fora que Rondônia, além de soja, milho e carne de primeira também produz pescado de excelente qualidade.

Reconhecimento

O presidente do Banco do Povo, Manoel Serra em breve receberá o titulo de cidadão Porto Velhense, uma homenagem prestada pela Câmara de Vereadores da capital em reconhecimento pelos bons serviços prestados aos pequenos e micros-empreendedores rurais e urbanos. Manoel Serra, um paranaense que adotou a bandeira de Rondônia, ocupando diversos cargos públicos e como presidente do Banco do Povo realiza atividades importantes atendendo as famílias menos favorecidas.

Finalizando

Depois do friozinho do começo da semana, em que muito sacudiram a poeira do casaco e outros aproveitaram para se deliciar tomando um quentão, ou saboreando um churrasco na brasa, apesar do preço da carne, o calor voltou e a vida continua. Boa leitura, até a próxima semana.


Deixe o seu comentário

sobre José Luiz Alves

Colaborador do Diário da Amazônia - José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.