Porto Velho/RO, 31 Agosto 2021 17:05:06

JoséLuiz

coluna

Publicado: 17/07/2021 às 06h00min

A-A+

Campo & Lavoura

Não falta carne! Ao participar do programa do “Campo e Lavoura” na Rede TV! O empresário do ramo de frigoríficos, Leonel Bertolin,..

Não falta carne!

Ao participar do programa do “Campo e Lavoura” na Rede TV! O empresário do ramo de frigoríficos, Leonel Bertolin, frisou que não está faltando carne nas prateleiras de supermercados e açougues em Rondônia, mesmo diante dos valores elevados do produto para o consumidor final, tendo em vista que pouco mais de 20% do rebanho bovino estado estão sendo abatidos pelos frigoríficos. Bertolin assegura que os preços altos da carne em Rondônia estão sendo puxados pelos custos dos insumos ao produtor rural, mas que o consumidor pode ter a confiança de que adquire uma carne geneticamente bem cuidada pelos técnicos da Agência Idaron.

Bovinos, aves e suínos…!

Mesmo com os preços nas estratosferas, as carnes, bovina, aves e suínos representam 25% (PIB) Produto Interno Bruto no Brasil, sendo que deste volume 20% são exportados. Na sequência de negócios em ordem crescente, primeiro vem a carne de frango, em segundo os suínos e terceiro a carne bovina. O Brasil possui um rebanho bovino de 214 milhões de cabeças, com Rondônia ocupando o 4º lugar.

Aumentos

Levantamentos dos principais institutos de pesquisas de mercados revelam que vem por aí novos aumentos nos preços das carnes de frangos, suínos, ovos e peixes criados em cativeiros. Estes aumentos que devem atingir até 50% nestes produtos são em conseqüência pela queda na produção de milho e soja nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, pela ausência de chuvas. O feijão preto também está lista dos produtos que podem sofrer aumentos. Aquela feijoada nos sábados ficará também mais salgada.

Feirinha!

Por determinação do governador Marcos Rocha, a equipe da Secretária de Agricultura, coordenada pelo Secretário Evandro Padovani, organizam para o próximo dia 30/07/2021, o lançamento da Feira das Agroindústrias familiar, no estacionamento pirarucu no Palácio rio Madeira. Com apóio da Seagri, Emater e Agência Idaron, aos finais de cada mês entre 20 e 25 agroindústrias estarão expondo e comercializando seus produtos de ótima qualidade, ali numa região estratégica aos consumidores da área central da capital.

Inova Agro

Com objetivo de atuar e mobilizar as instituições que atuam na área do agronegócio em Rondônia, o SEBRAE lança no próximo dia 22 às 10 horas o programa “Inova Agro” numa ampla parceria para desenvolver as cadeias produtivas abrindo um leque de oportunidades para pequenos, médios e grandes produtores rurais. De acordo com o diretor técnico do SEBRAE, Samuel Almeida, instituições como Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Banco do Povo e Caixa Econômica Federal, participam oferecendo recursos e condições de financiamentos.

No Vale do Paraíso

Longe de Porto Velho 360 quilômetros o município do Vale do Paraíso, o destaque é a produção de pescado, tambaqui, pirarucu e pintado. Ali, a agroindústria de Pescado Rodrigues beneficia em torno de 40 toneladas peixe por mês atendendo toda a região, inclusive a merenda escolar e instituições beneficentes.

Finalizando

Já fiz a minha parte. Vou em frente, pois, o que fica parado e poste e quem dorme pendurado é morcego.


Deixe o seu comentário

sobre José Luiz Alves

Colaborador do Diário da Amazônia - José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.