porto velho - ro, 11 Junho 2019 16:28:17
Polícia

Casal é preso por cultivo e comercialização de maconha

As prisões e apreensões se deram após o Núcleo de Inteligência da polícia Militar (NI) receber informações de que na Rua 103-23, no..

Por Extra de Rondônia
A- A+

Publicado: 20/03/2019 às 09h26min

Se preferir, ouça a versão em áudio

Foto: Ilustrativo

As prisões e apreensões se deram após o Núcleo de Inteligência da polícia Militar (NI) receber informações de que na Rua 103-23, no Bairro Barão do Melgaço III, em Vilhena, um casal estaria cultivando e comercializando maconha.

De acordo com o registro da ocorrência, após a polícia ter conhecimento das referidas informações e de que o entorpecente cultivado era vendido pelo casal de nomes Sylvia e Lavozier, na própria casa e no Centro da cidade, fazendo uso de uma motocicleta Honda tornado de cor preta, foi realizado o monitoramento do local e avistado o momento em que a suspeita chegou na casa, na garupa do veículo citado, que era pilotado por outro agente.

Antes que Sylvia abrisse o portão, esta recebeu um telefonema, momento em que foi possível os militares ouvirem ela dizer ao condutor: “Sujou! A polícia esteve aqui!”.

Ao perceberem que seriam abordados pelos militares, os suspeitos montaram no veículo e saíram em alta velocidade do local, sendo abordados no semáforo da Avenida Jô Sato, com a Benno Luiz Graebin.

Quando questionada sobre o motivo de ter fugido da frente de sua própria casa, Sylvia não soube explicar, demonstrando muito nervosismo, assim como o piloto que só afirmava ser usuário de drogas.

De volta à residência, os militares entraram no quintal com as chaves que a mulher portava e de pronto localizaram uma plantação de maconha, contendo 49 pés de médio e grande porte.

Já no interior do imóvel foram localizados em cima de um balcão, seis invólucros de maconha pesando cerca de 248 gramas, quatro tesouras, uma faca, papel alumínio, uma balança de precisão e três frascos plásticos contendo sementes da droga para o cultivo.

Já em um quarto de casal foi localizada uma estufa com iluminação de led, que era usada na secagem do entorpecente, assim como, vários documentos em nome de Lavozier e Sylvia.

Após terem sido realizados os trabalhos da Perícia Técnica no local, toda a droga e os materiais localizados foram apreendidos.

Porém, a equipe do NI, juntamente com uma Rádio Patrulha do Bairro Cristo Rei deram continuidade às buscas em prol da localização de Lavozier, logrando êxito em localizar o homem na frente de um posto de combustíveis, na saída para Porto Velho.

Quando questionado sobre o que fazia no local, o suspeito, que estava em companhia de um amigo, que também declarou ser usuário, relatou que sua esposa havia ido com um dos novem buscar entorpecente em casa, no veículo do casal. A motocicleta do jovem preso em companhia da mulher havia ficado no local com Lavozier.

O homem relatou ainda que os colegas tinham interesse em comprar o entorpecente, sendo de fato localizado dinheiro com ambos. De propriedade de Sylvia e Lavozier, foram apreendidos R$ 610,00.

Apesar do homem ter assumido a propriedade de todos os produtos e materiais apreendidos a fim de livrar a mulher, o casal recebeu voz de prisão pelo crime de tráfico de drogas e foi apresentado juntamente com os dois colegas, na Unidade Integrada de Segunda Público (Unisp), para ser tomadas as devidas providências.



Escreva um comentário