Porto Velho/RO, 28 Dezembro 2019 11:12:30

    VictoriaAngelo

    coluna

    Publicado: 26/12/2019 às 09h18min | Atualizado 28/12/2019 às 11h12min

    A-A+

    Cassação da aposentadoria de Sérgio Gabrielli era o mínimo que se esperava!

      O ex-presidente da Petrobrás, Sérgio Gabrielli, teve condenação no TCU em 2018 por desvio de mais de 960 milhões de reais em..

     

    Sérgio Gabrielli teve a aposentadoria cassada pelo prejuízo milionário causado aos cofres da União.

    O ex-presidente da Petrobrás, Sérgio Gabrielli, teve condenação no TCU em 2018 por desvio de mais de 960 milhões de reais em contratos na Refinaria Abreu e Lima que estava sendo executada pela empreiteira Queiroz Galvão. A Refinaria se localiza em Pernambuco. A empreiteira foi condenada na Lava Jato em setembro de 2017, Gabrielli e Nestor Cervero, esse último se tornou réu e cumpriu pena, por decisão do então ministro Sérgio Moro. Ambos tiveram seus bens bloqueados por decisão da Corte de Contas, porém, uma liminar concedida pelo ministro do STF, Ricardo Lewandowski, suspendeu a decisão do TCU. Agora, dois anos após a condenação no TCU de prejuízo ao erário, improbidade administrativa e desvio de finalidade, a CGU decidiu cassar a aposentadoria de servidor público federal de Sérgio Gabrielli. O mínimo que se esperava para recuperar um grão de areia de tudo o que foi perdido com as obras do PAC da Refinaria que Gabrielli era o responsável pela execução.

    1. Da cassação da aposentadoria.
    A Controladoria-Geral da União) cassou a aposentadoria do ex-presidente petista da Petrobras José Sérgio Gabrielli. Ele chefiou a estatal entre 2005 e 2012, durante os governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.
    A cassação da aposentadoria se deu, após parecer técnico de 6 de dezembro, que verificou a necessidade de Gabrielli ser punido, pois causou dano ao erário público e, estava servidor público federal.
    Gabrielli é investigado pelo TCU (Tribunal de Contas da União) em processo que apura superfaturamento de obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Além de chefiar a Petrobras, Gabrielli também trabalhou como professor da UFBA (Universidade Federa da Bahia.

    2. Por que a CGU fez correto?
    Incrível que, sendo presidente da Petrobrás, ele não achou estranho que a refinaria de Abreu e Lima tenha tido seu custo majorado em 900%. O mesmo vale para Dilma, presidente do conselho da empresa na mesma época. Desvios de milhões e milhões da Petrobras: como que um presidente de empresa não desconfiava de nada? qualquer empresa estruturada tem alto nível de controles internos e indicadores de gestão que mantêm diretoria e o presidente informados sobre tudo. Agora fica difícil acreditar que um presidente da Petrobras não perceba essa quantidade de dinheiro saindo pelo ralo. A Controladoria-Geral da União) cassou a aposentadoria do ex-presidente petista da Petrobras José Sérgio Gabrielli. Ele chefiou a estatal entre 2005 e 2012, durante os governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

     

    O texto acima foi adaptado e redigido na íntegra dos portais UOL e Folha de São Paulo com resenha de comentários e análises de internautas.

     

     


    Deixe o seu comentário

    sobre Victoria Angelo Bacon

    Jornalista e professora de Língua Portuguesa e Comunicação. Graduada pela Universidade do Estado do Paraná. Especialista em Mídias Sociais pela PUC/PR. Assessora de Comunicação do Governo de Rondônia. Lecionou disciplinas de Comunicação e Linguagem na UFAM, UAB/UNB e Rede Pública de Educação de Rondônia. Secretária Executiva da Universidade Federal de Rondônia e dirigente sindical do SINTUNIR- UNIR. Colunista e apresentadora no Rondoniaovivo do programa Diálogo. Âncora do programa Diálogo nas Redes Sociais na Rede TV Rondônia em 2020.

    Arquivos de colunas