Porto Velho/RO, 31 Agosto 2021 11:10:13

CarlosSperança

coluna

Publicado: 28/08/2021 às 11h13min | Atualizado 28/08/2021 às 13h57min

A-A+

Catimba na Comissão de Ética retarda a posse de suplentes de deputados estaduais cassados

O nosso Rodrigo Pacheco  Com carreira política baseada no combate à corrupção e à defesa de eleições limpas, o senador Rodrigo..

O nosso Rodrigo Pacheco 

Com carreira política baseada no combate à corrupção e à defesa de eleições limpas, o senador Rodrigo Pacheco, nascido em Rondônia, ainda é um desconhecido para muitos brasileiros, mas já é cogitado em setores crescentes para ser o candidato da sempre desejada mas nunca unida “terceira via” à Presidência.

Pacheco ainda não pôde unir o país contra a polarização nem aparece nas pesquisas, reino de quem já é conhecido, mas fora do Brasil o nome do presidente do Senado já é apresentado como um possível salvador do país. Se isso acontecer, será celebrado como um dos homens mais importantes do mundo.

A origem da presunção está na crença de analistas ambientais de que Pacheco pode brecar o esquema “passa boiada” do ex-ministro Ricardo Salles do Meio Ambiente, pelo qual a Câmara aprovou quebras na proteção ambiental que dependem do Senado. Em vídeo que circula na Europa e EUA o pachequismo já parece tomar corpo: ele é apontado como o líder brasileiro que tem condições de brecar a destruição da Amazônia.

A notoriedade externa é, porém, uma arma de dois gumes: se ele não corresponder às expectativas criadas em torno de suas providências salvadoras, vai se tornar um novo Nero, acusado de tocar lira enquanto Roma queimava. Aliás, Lira, o Arthur, presidente da Câmara Federal, também aparece na lista de uma hipotética terceira via e não está alheio aos assuntos amazônicos.

………………………………………………………….

Baita catimba

Diante da catimba da Assembleia Legislativa que retarda a posse dos suplentes dos deputados, já surgiram manifestações contra a Comissão de Ética da casa de Leis, acusada de favorecer os cassados Edson Martins (MDB) e Geraldo da Rondônia (PSC), apegados aos cargos como carrapatos. Saulo Moreira e Jesuíno Boabaid seguem a luta e Saulo será o primeiro empossado, já que existe até recomendações da justiça para que desocupe a moita. Boabaid ainda vai enfrentar mais recursos protelatórios do transloucado Geraldo da Rondônia aquele de seguidos escândalos com falta de decoro.

Centro de convenções

Quem passa pelo Parque dos Tanques vê aquela vistosa placa colocada ainda em 2019 anunciando a construção do Centro de Convenções de Rondônia. É mais uma obra enrolada que vem desde os idos do governo Confúcio Moura e segue indefinida na gestão do governador Marcos Rocha. Temos tantas obras prometidas que não andaram nos últimos anos com sucessivos governadores. Desde a nova rodoviária de Porto Velho, da revitalização do Distrito Industrial, entre tantas outras emanadas das esferas municiais, estaduais e federais.

Grandes prejuízos 

Os principais polos regionais de Rondônia, como Porto Velho e Ariquemes são alvo do roubo de cabos de energia a base de cobre nos parques, avenidas, praças e até nas rodovias federais dentro dos centros urbanos. Enquanto as autoridades policiais não descobrirem os receptadores destas peças os crimes continuarão ocorrendo em larga escala já que existe uma multidão de ladrões e receptadores. Na capital rondoniense, os prejuízos somam milhões, já que também as residências e prédios estão sendo objetivo de arrombamentos com esta finalidade. Nas esferas públicas se prevê a compra agora de cabos de alumínio, mais baratos do que o cobre tão valorizado no mercado negro.

Deixando os cargos

Os secretários estaduais da administração do governador Marcos Rocha que desejam disputar os cargos eletivos de deputados estaduais e federais nas eleições do ano que vem, começam a estudar quando deixarão aas funções em vista da exigência da desincompatibilização pela justiça eleitoral. Alguns já falam em deixar a moita em abril para se dedicar a campanha. Outros ficarão até os últimos dias do prazo. Sabe-se que Fernando Máximo (Saúde), Evandro Padovani (Agricultura), Junior Gonçalves (Casa Civil) são alguns nomes que devem entrar na disputa 2022.

Os imigrantes

 A Policia Federal prorrogou o prazo para a regularização dos imigrantes no País até março do ano que vem. Já começou a procura pela legalização.  Em Rondônia, a maior concentração de imigrantes ocorre em Porto Velho, com haitianos, venezuelanos e cubanos habitando estâncias em grupos étnicos separados. Nos últimos anos, om o desemprego aumentando na capital rondoniense, depois do ciclo das usinas e início da pandemia, boa parte destes imigrantes já deixaram Rondônia com destino ao Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina para trabalhar em frigoríficos. 

Via Direta

*** O ex-presidente Michel Temer quer influenciar nas definições do MDB quanto as eleições presidenciais*** Como já se afastou do presidente Jair Bolsonaro e  por enquanto rejeita aproximação com o PT, acredita-se que ele defenda candidatura própria do partido a presidência da República no pleito 2022*** Aumenta  geometricamente a poluição no Rio Madeira gerada pela exploração desenfreada do garimpo do ouro, na região de São Carlos, onde o Madeirão baixou sensivelmente nos últimos dias*** Muitas balsas  de garimpeiros estão trabalhando próximas a sede do distrito e não se vê nenhuma fiscalização *** Por conseguinte quem consumir  o peixe da região leva junto o contagioso mercúrio** E vocês viram? Alguns deputados estaduais em Rondônia deixaram o comportamento avestruz e já fiscalizam melhor o Poder Executivo…  

 


Deixe o seu comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas