porto velho - ro, 12 Fevereiro 2019 10:19:56
Cidades

Cheia do Abunã pode deixar o Acre isolado

O volume de água no rio Abunã dificulta o tráfego de veículos em direção ao Acre.

Por Redação Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 12/02/2019 às 09h52min | Atualizado 12/02/2019 às 10h19min

Se preferir, ouça a versão em áudio

O rio Abunã transbordou e o desembarque dos veículos da balsa já está complicado (Divulgação)

O nível do rio Abunã subiu além das expectativas e o transbordamento das águas já prejudica o transporte de veículos em direção ao Acre. A travessia do rio, por meio de balsas, já está difícil. O embarque e desembarque dos veículos exige maior atenção por parte dos motoristas, tendo em vista que as águas já dificultam o acesso.

O processo de embarque e desembarque exige cuidados ( Divulgação)

Com o transbordamento do rio Abunã, a previsão é de que o nível do rio Madeira atinja os 17 metros já nesta terça-feira, visto, por ser um dos afluentes do Madeira, as águas do rio Abunã contribuam para a cheia ainda maior na bacia do Madeira, na capital. Ontem, o nível do Madeira apresentava 16,35 metros.

Na região de Abunã, a demora na conclusão da ponte do rio também contribui diretamente para agravar a situação neste período de inverno amazônico, quando as fortes chuvas que caem sobre a região elevam o nível dos rios. As
obras continuam sendo realizadas e a ponte deve ficar pronta até o final deste ano.

Enquanto isso, os problemas continuam fazendo parte do cotidiano não apenas em Rondônia, porque também afetam o Acre, que depende do acesso terrestre pela BR 364. A tendência é que a situação se agrave ainda nos próximos dias.



Escreva um comentário