Porto Velho/RO, 05 Outubro 2021 18:02:44
Diário da Amazônia

Cientistas descobrem peculiaridade comum entre Covid-19 e picada de cascavel

Enzima disparada após uma pessoa ficar gravemente doente com Covid-19 é da mesma família da enzima encontrada no veneno da cobra

Por SN
A- A+

Publicado: 01/09/2021 às 16h49min | Atualizado 01/09/2021 às 16h55min

Foto: ilustrativa

Uma equipe internacional de cientistas declarou ter descoberto uma das principais causas da morte pelo SARS-CoV-2. De acordo com o estudo, publicado no dia 24 de agosto no Journal of Clinical Investigation, ser infectado por coronavírus é algo similar a receber uma picada de cascavel.

Uma enzima disparada após uma pessoa ficar gravemente doente com Covid-19 é da mesma família da enzima encontrada no veneno de cascavel. Ironicamente, o corpo humano possui o grupo segregado IIA do phospholipase A2 (sPLA2-IIA) em baixas concentrações, com a enzima protegendo o organismo dos micróbios e infecções.

Mas em grandes quantidades, o sPLA2-IIA é perigoso aos humanos, pois pode “destruir” órgãos vitais, afirmou Floyd “Ski” Chilton, professor da Universidade do Arizona e autor principal do estudo. “Em outras palavras, essa enzima está tentando matar o vírus, mas em determinado ponto ela é liberada em quantidades tão altas que pioram muito as coisas. Isso é um mecanismo de resistência contra a doença até atingir a capacidade para atacar o hospedeiro humano”, afirmou.

O professor e seus colegas descobriram a enzima nas amostras de sangue dos pacientes que tiveram casos severos de Covid-19. Os cientistas afirmaram então que os medicamentos utilizados para tratar a picada de cobra poderiam ser utilizados para combater o coronavírus.

“Devido aos inibidores do sPLA2-IIA já existentes, nosso estudo apoia o uso desses inibidores em pacientes com elevados níveis de sPLA2-IIA para reduzir, ou até mesmo prevenir, a mortalidade por Covid-19”, afirmou D. Maurizio Del Poeta, da Escola de Medicina do Renascimento de Stony Brook e coautor do estudo. (Sputnik News)



Deixe o seu comentário