Porto Velho/RO, 27 Janeiro 2021 17:32:15

RobertoRavagnani

coluna

Publicado: 27/01/2021 às 17h32min

A-A+

Coluna 150

Com muita alegria chego à coluna 150, isso quer dizer 150 semanas ininterruptas, quase 3 anos, faltam 06 colunas para completar, que..

Com muita alegria chego à coluna 150, isso quer dizer 150 semanas ininterruptas, quase 3 anos, faltam 06 colunas para completar, que escrevo para mais de 80 veículos impressos e digitais de comunicação do Brasil principalmente e alguns outros países falando de voluntariado.

Minha principal missão é levar um pouco dos benefícios do trabalho voluntário e não somente com a minha visão de voluntário, mas sim de pesquisas como este novo estudo da Escola de Economia de Londres que diz: O dinheiro não pode comprar felicidade. Mas o voluntariado pode dar isso a você, gratuitamente. Pesquisadores da Escola de Economia de Londres examinaram a relação entre o voluntariado e o grau de felicidade em adultos americanos. O estudo descobriu que “quanto mais as pessoas se voluntariassem, mais felizes elas se tornavam”. “Entre pessoas que nunca se voluntariaram, as probabilidades de serem ‘muito felizes’ aumentaram em 7% se se voluntariassem mensalmente e em 12% se se voluntariassem a cada duas ou quatro semanas. Entre os voluntários semanais, 16% se sentiram muito felizes”, quando os concentramos em outras pessoas, nossos próprios problemas recuam. A tristeza some e a alegria assume seu lugar. Você já experimentou isso? Esta última frase é do Padre Anderson Pitz.

Sei que o Brasil anda com problemas para acreditar na ciência, mas eu ainda prefiro os cientistas aos políticos, portanto pesquisas, e esta não é a única mostram os resultados do trabalho voluntário e uma coisa me chama a atenção nesta, são economistas que a fizeram, não alguem da área de humanas, isto me traz a reflexão que o trabalho voluntário ou melhor, seus resultados podem influenciar na economia de uma país. 

Percebam a importância disso e o quanto estamos perdendo de dinheiro, enquanto nação, deixando de estimular esta prática nas escolas, universidades e empresas.

Uma nação solidária na prática, é uma nação evoluída de fato, precisamos fazer isso acontecer e só juntos podemos. Espero sua contribuição.

 


Deixe o seu comentário

sobre Roberto Ravagnani

Colaborador do Diário da Amazônia-  Roberto Ravagnani é autor, palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor de voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário palhaço hospitalar desde 2000, fundador da ONG Canto Cidadão, Associado para o voluntariado da GIA Consultores no Chile, fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo, Conselheiro Diretor da Rede Filantropia, sócio da empresa de consultoria Comunidea e Membro Engage for business. www.robertoravagnani.com.br

Arquivos de colunas