Porto Velho/RO, 06 Fevereiro 2021 06:01:07

JoséLuiz

coluna

Publicado: 06/02/2021 às 06h00min

A-A+

Coluna Campo & Lavoura

Regularização fundiária! Se não ocorrer nenhum acidente de percurso no próximo dia 18 de fevereiro, às 9:00 horas, na Sede do..

Regularização fundiária!

Se não ocorrer nenhum acidente de percurso no próximo dia 18 de fevereiro, às 9:00 horas, na Sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) em Porto Velho, o Governador Marcos Rocha e outras autoridades, estará lançando oficialmente o projeto para no prazo de 12 meses regularizar 16 mil propriedades rurais no estado de Rondônia. O plano de regularização fundiária com investimentos de R$ 12 milhões tem como objetivo oferecer segurança jurídica a milhares de pequenos e médios produtores rurais, conforme avalia o Secretário de Agricultura Evandro Padovani. Esse trabalho em conjunto, Governo de Rondônia, Governo Federal com uma emenda parlamentar no valor de R$ 10 milhões liberada pelo deputado Lúcio Mosquini, é muito importante, principalmente para agricultura familiar

Avanços…!

A balança comercial revela que às exportações de carne em Rondônia, no período de janeiro a dezembro de 2020, apresento um crescimento de 8,96%, enquanto a soja cresceu 9,61%, o que na soma geral computando a comercialização de madeira de 5% para o exterior representa em US$ 1,4 bilhão. Estes números foram apresentados pelo superintendente da Federação das Indústrias de Rondônia (FIERO), Gilberto Batista, ao participar do programa “Campo e Lavoura” na Rede TV! Que vai ao ar aos sábados das 7:00 às 8:00

Safra boa!

A produtividade nas áreas cultivadas com soja no município de Porto Velho, nesta colheita apresenta uma média entre 60 e 70 sacas de 60 quilos por hectares plantadas a superando a média nacional. Para Gilberto Batista, os fatores que estão impulsionando este crescimento são as tecnologias modernas, a geografia plana dos solos, que dispensa ás curvas de nível nas lavouras com melhor aproveitamento dos fertilizantes, assim como o clima favorável com chuvas e sol no tempo certo.

Gargalos…!

Se os ventos estão batendo a favor do agronegócio em Rondônia, com o clima e as tecnologias modernas ajudando na produção no campo, na outra ponta existem os gargalos no sistema de transporte e preservação principalmente na BR 364 reduzindo os lucros de produtores rurais e de quem transporta as cargas de grãos até o porto na capital. Em Mato Grosso, o sistema ferroviário para o transporte de soja até os portos em

Santos (SP) e Paranaguá (PR) vem apresentando excelentes resultados.

Ajudando!

De Vilhena no Cone Sul do estado, o engenheiro agrônomo Robson Rizzon, informa dando conta que o sol vem surgindo com freqüência com as pancadas chuvas mais lentas favorecendo as colheitas da soja e plantio do milho safrinha. No ponto de vista dele na região sul e central do estado, incluindo a BR 429 haverá um crescimento em torno de 8% na colheita da oleaginosa e no plantio do milho safrinha.

Finalizando

Vou em frente, com um olho, no campo e outro no coronavirus, cochilando que nem ganso apenas com um olho fechado e outro aberto para se defender dos predadores. Neste momento de pandemia, todo o cuidado é pouco, não esqueçamos o uso das máscaras, evitando aglomerações respeitando os protocolos.Bom final de semana e boa leitura!

 


Deixe o seu comentário

sobre José Luiz Alves

Colaborador do Diário da Amazônia - José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.

Arquivos de colunas