Porto Velho/RO, 27 Março 2021 06:00:57

JoséLuiz

coluna

Publicado: 27/03/2021 às 06h00min

A-A+

Coluna Campo & Lavoura

Agricultura familiar  Dos recursos no valor de R$ 1,8 bilhão disponibilizados pelo Banco da Amazônia para o agronegócio em Rondônia,..

Agricultura familiar 

Dos recursos no valor de R$ 1,8 bilhão disponibilizados pelo Banco da Amazônia para o agronegócio em Rondônia, em 2021, R$ 300 milhões estão destinados para financiar agricultura familiar, com juros que variam de 0,5 a 4,65% ao ano nos empréstimos de R$ 2.800,00 a R$ 30 mil, aos agricultores pronafianos. Para o presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose ao participar do programa “Campo e Lavoura” na Rede TV! Rondônia é o berço da agricultura familiar na Amazônia, apresentando baixo índice de inadimplência. Segundo ele nem a pandemia atrapalhou os pequenos que continuam produzindo. Para o agronegócio de precisão, também não faltará recursos para custeio e investimentos, por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). 

AMACRO VEM AÍ 

O superintendente da Suframa, Algacir Antônio Alfonsin, confirmou para os dias 19 e 20 de abril em Manaus, o lançamento oficial do consórcio formado pelos estados do Amazonas, Acre e Rondônia (AMACRO), que tem como objetivo criar programas para incentivar a cadeia produtiva, assim como o desenvolvimento sustentável para o meio ambiente, gerando emprego e renda, em 32 municípios nos três estados. O consórcio tem apoio da Sudam, Banco da Amazônia e Suframa. Algacir Antônio Alfonsin confirmou a presença dos governadores do Amazonas, Wilson Lima, do Acre, Gladson Camelli e de Rondônia, Marcos Rocha e outras autoridades.  

Convite! 

O programa “Campo e Lavoura” da Rede TV! Na figura de seu apresentador, jornalista, José Luiz Alves recebeu convite para participar do lançamento oficial do AMACRO, nos dias 19 e 20 de abril em Manaus, tendo em vista a importância da divulgação deste evento para o estado de Rondônia, bem como aos demais estados componentes deste consórcio, que por certo, será um marco histórico para toda a região. O convite veio chancelado pela superintendente da Sudam, Louise Caroline Campos.   

Pólo agroindustrial 

Para o engenheiro agrônomo, Robson Rizzon representante da multinacional de insumos agrícolas em Rondônia à Lavoro, o município de Porto Velho, em breve pelas suas condições geográficas e terras férteis se tornará em grande pólo agroindustrial. Diferente do Cone-Sul que está distante 800 quilômetros do sistema portuário no rio Madeira, as lavouras de soja e milho em desenvolvimento na região giram em torno de máximo 300 quilômetros. 

Atividade leiteira  

O zootecnista, Victor Paiva, assegura que a produção leiteira no estado se encontra em alta com a matéria-prima saltando de 900 mil litros/dia para 1,1 mil, melhorando a receita dos 126 mil produtores, que estão comercializando o litro do produto a uma média de R$ 1,20. No entanto, nas redes de supermercados e padarias o litro de leite vem sendo comercializado acima de R$ 3,00. 

Atendendo aos pequenos 

Lançado pelo governo de Rondônia, em março de 2020, o programa de micro-crédito social, neste momento de crise vem atendendo pelo Banco do Povo centenas de empreendedores rurais e urbanos. Segundo Manoel Serra, presidente da instituição já foram liberados mais de 3 mil projetos, que se lavados em consideração, que cada um deles beneficia 3 pessoas, na prática isso representa mais de 10 pessoas, com recursos investidos acima de R$ 10 milhões. Outro detalhe, a inadimplência é baixíssima. 

Finalizando 

Lembrar nunca é demais. Por isso não esqueça a máscara e fugir das festas, farras e aglomerações. O coronavirus, não está dando trégua. Boa leitura e bom final de semana. 


Deixe o seu comentário

sobre José Luiz Alves

Colaborador do Diário da Amazônia - José Luiz Alves, é jornalista. Apresenta aos sábados das 6h às 8h na Rede Tv Rondônia! o programa Campo e Lavoura, com informações ao homem do campo e produtores rurais, em cadeia com seis emissoras de rádios para todo o Estado de Rondônia.