Porto Velho/RO, 21 Setembro 2021 12:51:05

LeandroMazzini

coluna

Publicado: 21/09/2021 às 12h51min

A-A+

Coluna Esplanada

Desafio no Senado Dois casos recentes indicam que o Senado às vezes dificulta indicações para o Poder Judiciário. Os procuradores do DF..

Desafio no Senado

Dois casos recentes indicam que o Senado às vezes dificulta indicações para o Poder Judiciário. Os procuradores do DF Diualas Ribeiro e Nicolau Dino (irmão do governador Flávio Dino, do Maranhão) foram rejeitados pela Casa Alta para compor o Conselho Nacional do Ministério Público anos atrás. Antes deles, quem penou foi o agora ministro do STF Alexandre de Moraes, reprovado para vaga no CNJ – teve direito inédito a segunda votação que o aprovou. Caso curioso foi a campanha do então senador católico Marco Maciel. Ele convenceu parte da bancada conservadora a não comparecer para votar pela indicação de Diualas Ribeiro, por sua conhecida pauta pela liberdade do aborto e pró-homossexuais à época. Não passou por dois votos. Hoje, Diaulas é desembargador do TJDFT.

Penando

Indicado pelo presidente Bolsonaro para vaga de Marco Aurélio Mello ao STF, o ex-AGU André Mendonça atualmente sofre forte resistência entre senadores.

Memória..

Em 1894, episódio constrangedor marcou a gestão do presidente Floriano Peixoto. Barata Ribeiro já tinha tomado posse no STF como indicado, antes da sabatina – à época, podia assumir a função antes da análise pelo Senado.

..da gafe

Barata, já empossado, foi reprovado dias depois na votação no Senado e teve de deixar a vaga na Corte.

Fui e já volto

O presidente Bolsonaro não despachou nas últimas semanas com o vice Mourão para passar orientações sobre a breve interinidade, com sua viagem para Nova York.

Estilizou

O general vice-presidente Hamilton Mourão virou garoto-propaganda involuntário de uma loja de armas no DF. Ele foi à Red Dot Custom buscar uma pistola que estilizou. Só não esperava encontrar equipe com câmeras e até diretor de imagem. As cenas com a mídia espontânea caíram no whatsapp de militares.

Constrangimento 

Alerta na ONU, e constrangimento geral para a comitiva do Brasil. Um diplomata brasileiro do grupo do presidente Bolsonaro pegou Covid-19 e foi isolado. Ele é do staff da viagem precursora – que foi para NY 10 dias atrás, e todos estavam vacinados, conforme a Coluna citou, à ocasião da aeronave com defeito aterrissada em Boa Vista (RR).

 Baianidades

O ministro da Cidadania, João Roma, está fazendo a ponte com líderes regionais da Bahia para Bolsonaro, e até com deputado da oposição. Levou ao Palácio dia 14 de setembro o deputado Alex Santana, do PDT.

Corra pra cá

Bolsonaro ficou duas noites em claro após o discurso na Av. Paulista no 7 de Setembro, com fuga de capitais e alta do dólar. Foi daí que resolveu ligar para Michel Temer.

Que novela

Em Salvador, o PL 236/2021, do vereador Alexandre Aleluia, proíbe ato discriminatório contra aqueles que não se vacinarem contra a Covid-19. Já passou na CCJ da Câmara.

Ouvidos abertos

A Secretaria de Segurança do STF reforçou varreduras antigrampo nos gabinetes. O departamento não cita periodicidade, mas são mais frenquentes depois do clima bélico entre Bolsonaro e ministros. Vale lembrar que em 2014 acharam escuta ambiental desativada debaixo da mesa do ministro Luís Roberto Barroso, revelou a Coluna em 2014. A suspeita é de que o alvo era Joaquim Barbosa, inquilino anterior a Barroso.

Fusõe$

Relatório divulgado pela Transactional Track Record, no 1º semestre de 2021, mostra que o mercado de fusões e aquisições no Brasil teve 916 transações, o que movimentou R$ 258 bilhões. Comparados com 2020, os números tiveram um aumento de 48% em relação ao mesmo período (R$ 229 bilhões). 

Moda em alta

Moda é o segmento que mais cresceu no e-commerce brasileiro em 2020, segundo analise da ‘Melhor Envio’, plataforma da Locaweb, que analisou 9 milhões de transações. O levantamento revela que foram comercializados mais de 1,8 milhão de produtos.

 


Deixe o seu comentário