Porto Velho/RO, 17 Março 2020 08:46:06
Diário da Amazônia

Comarca de Alvorada do Oeste promove ações de combate a violência doméstica

Relacionamentos abusivos, violência doméstica e sobre as leis Maria da Penha e feminicídio foram alguns dos temas discutidos durante uma..

A-A+

Publicado: 17/03/2020 às 08h44min | Atualizado 17/03/2020 às 08h46min

Atividade é alusiva à Semana da Justiça pela Paz em Casa (Divulgação)

Relacionamentos abusivos, violência doméstica e sobre as leis Maria da Penha e feminicídio foram alguns dos temas discutidos durante uma atividade educativa promovida pela Comarca de Alvorada do Oeste, em escolas públicas do município de Urupá. As palestras são alusivas à Semana Pela Paz em Casa, programa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com os tribunais de justiça estaduais.

As escolas contempladas neste período da campanha foram Altamir Billys Soares e o Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos (CEEJA) Enaldo Lucas de Oliveira. Durante as ações, os profissionais do Núcleo Psicossocial, o psicólogo Roger Andrade Bressiani e a Assistente Social Angela Maria Bernardo da Silva realizaram exposições de painéis com informações sobre o que as leis consideram como violência contra a mulher, feminicídio, proteção às vítimas e punições aos agressores. Também foi enfatizado sobre como denunciar e se proteger em casos de violência, sinais de relacionamentos abusivos e o ciclo da violência, bem como sugestões de filmes sobre a temática. Na ocasião, os profissionais também realizam a entrega de folders informativos e brindes aos alunos e professores.

Para a juíza titular da Comarca, Simone de Melo, a ação conseguiu chamar a atenção dos participantes. “Obteve-se participação positiva, tanto dos estudantes como dos profissionais que atuam nas escolas, instigando os participantes a trazerem relatos sobre experiências pessoais por meio de perguntas reflexivas. As rodas de conversas e debates demonstraram o interesse e necessidade de se trabalhar a temática nos meios sociais de forma positiva”, avaliou.

Assessoria de Comunicação Institucional



Deixe o seu comentário