porto velho - ro, 12 Setembro 2019 09:17:33
    Rádio Alvorada

    Concurso analisará 300 amostras de café em Rondônia

    A comunidade indígena tema sua representatividade garantida no concurso, nove inscrições são de produtores indígenas das etnias Aruá

    A- A+

    Publicado: 04/09/2019 às 07h25min

    A 4ª edição do Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia (Concafé), realizado pela Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri), chega na fase de análise setorial com 306 participantes, que será realizada nesta quarta-feira (4), às 10h, no Cacoal Selva Park, em Cacoal. Continuar lendo

    De acordo com um dos organizadores do concurso, Janderson Dalazen, esta etapa que requer muita atenção e cuidado na hora de provar as amostras. Ao todo, são 306 que serão experimentadas por cinco provadores com formação Q Robusta Grader, três deles vieram do Espírito Santo, um de Minas Gerais e um de Rondônia

    O secretário da Seagri, Evandro César Padovani, disse que, neste ano, dos 306 produtores de café inscritos, 50 amostras são de produtoras mulheres. “Com isso, elas mostram que a cafeicultura tem representatividade feminina”.

    A comunidade indígena tema sua representatividade garantida no concurso, nove inscrições são de produtores indígenas das etnias Aruá do município de Alta Floresta e Suruí de Cacoal.

    Ainda de acordo com o titular da Seagri, em 2018 participaram da 3° edição do concurso 116 produtores, neste ano o aumento foi de aproximadamente 260%. “Isso mostra a credibilidade do concurso que cresce a cada ano, ficando mais robusto e o tornando o maior concurso de café do Brasil. Isso é motivo de orgulho para o estado que tem 20 mil produtores de café, e é o terceiro maior produtor do café robusta do país”.

    Segundo Regiane Lucas, que faz parte da organização do Concafé, a partir do dia 20 de setembro, após conclusão da analise sensorial, os especialistas seguem para auditoria nas propriedades finalistas do concurso. A equipe vai verificar se os inscritos têm as amostras que foram enviadas para o concurso. “Esses são itens exigidos para participar do evento, temos que ser criteriosos para continuarmos seguindo os padrões de qualidade do Concafé”, ressaltou Regiane.

    Janderson Delazen, que é especialista em Q Robusta Grader e faz parte do time de juízes que analisam as amostras de café, além de ser responsável pelo o evento, disse que a premiação do concurso acontece no dia 3 de outubro em uma cerimônia aberta ao público, no Cacoal Selva Park, e será um grande acontecimento de café no Brasil.

    O evento conta com a parceria da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), Embrapa e Sebrae.



    Escreva um comentário