porto velho - ro, 26 Março 2019 07:34:43
Cidades

Consórcio Público Intermunicipal investe em sistema de reciclagem

O Consórcio Público Intermunicipal lança nos próximos dias na Capital do Estado sua mais nova aquisição, a Máquina de Venda Reversa..

A- A+

Publicado: 31/12/2014 às 02h50min

Reunião para balanço das ações de 2014 e discussão sobre a aquisião da máquina de Venda Reversa Inteligente

Reunião para balanço das ações de 2014 e discussão sobre a aquisião da máquina de Venda Reversa Inteligente

O Consórcio Público Intermunicipal lança nos próximos dias na Capital do Estado sua mais nova aquisição, a Máquina de Venda Reversa Inteligente “E Recicla”, que emprega tecnologia de ponta, em ações relacionadas à gestão integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos. Um projeto pioneiro no Brasil constituído para otimizar os custos, multiplicar os lucros e criar valores principalmente ao consumidor.

O sistema é o mais moderno existente no mercado mundial através do seu inovador modelo econômico de benefício ao meio ambiente.
O projeto será apresentado pelo diretor executivo do Consórcio João Nunes Freire, a empresários, seguimentos organizados e representantes dos poderes executivo e legislativo.

O lançamento será no Porto Velho Shopping, em data a ser definida. “É um projeto pioneiro no Brasil. Países como Alemanha, Estados Unidos e Japão já empregam essa tecnologia, que propõe educar e inspirar as pessoas e as organizações a assumirem a responsabilidade pelo correto descarte de seus resíduos sólidos recicláveis agregando recompensas e incentivos à correta utilização”, ressaltou.

Para ele, a Máquina de Venda Reversa Inteligente “E-Recicla” além de alinhar às estratégias de negócios do fabricante e do distribuidor é uma poderosa ferramenta de marketing digital personalizado e geo-mapeamento da operação de retorno dos seus bens de pós-venda e de pós-consumo (embalagens).
A proposta do Consórcio Público Municipal é de ampliar as ações no Estado e em um futuro bem próximo expandir a ideia para os municípios de Rondônia.
Entre as novidades inclusas no Sistema de Logística Reversa, está à obtenção de um Cartão Ecológico com relevantes benefícios sociais e econômicos ofertados por empresas públicas e privadas em conformidade ao cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e creditados automaticamente em uma conta ecológica.

São inúmeros os benefícios sociais, econômicos e ecológicos proporcionados pelo sistema “E-Recicla”, entre eles: queda dos custos de coleta seletiva; incentivo sustentável da cultura de descarte seletivo dos bens de pós-consumo; cumprimento da lei de destinação final dos resíduos recicláveis; isenção da insalubre mão de obra de seleção de resíduos; atendimento em tempo real às demandas de coleta seletiva; isenção dos rodízios diários de coleta seletiva por tipo de resíduo; preservação do meio ambiente; Inclusão digital gratuita e a doação sustentável a instituições beneficentes.

Oportunidade ecológica

O design tecnológico implementado na Máquina de Venda Reversa Inteligente “E-Recicla” permite, a qualquer momento, a inclusão de novas coletas como por exemplo: pilhas e baterias. As máquinas propõe ainda, nos locais que não forem na modalidade subterrânea, a inclusão digital com a disponibilização de acesso a internet gratuita, pela rede sem fio (wi-fi). O invento que encontra-se em teste piloto, em Ji-Paraná, prospecta-se para 2015 sua projeção Nacional como uma grande oportunidade ecológica para descarte de resíduos corretamente nas Máquinas de Venda Reversa Inteligente “E-Recicla” com aquisição de ingressos aos jogos olímpicos de 2016 creditados diretamente nos cartões ecológicos.

Máquina propõe a inclusão digital com acesso à internet

Máquina propõe a inclusão digital com acesso à internet

Máquina automatizada que identifica resíduos

Para o engenheiro Marcelo Gomes, a Máquina de Venda Reversa Inteligente “E-Recicla” foi fabricada no Brasil, em Londrina (PR), é totalmente automatizada. “Ela separa em depósitos seletivos os resíduos descartados e identifica estes resíduos pelas suas classificações de reciclagem, tais como: Metal, Plástico, Vidro e Papel. No caso das garrafas pets ainda, separa-as pelas suas cores como: cristal (transparente), verde, azul e outros”, ressaltou.
Antes de prensar o resíduo descartado, a máquina faz a identificação do fabricante divulgando nas redes sociais e portais de grande veiculação a contribuição do respectivo cidadão, fabricante ou distribuidor de pet, suas parcelas na ação de preservação do meio ambiente com a renovação de energia sustentável.
“A nossa maior proposta é de diminuir o tráfego urbano dos veículos de coleta seletiva e banir a possibilidade de transbordo de resíduos pelas ruas, solicitando automaticamente ao coletor, por meio de sms e/ou email, a coleta”, explicou. Com o sistema, pela primeira vez os resíduos sólidos (as embalagens) deixam de ser um problema para se tornar um negócio, atendendo em um único sistema de ecopontos. (Pontos comerciais de troca da premiação), ecocoleta (Pontos de entrega premiada) e Conta Ecológica (cartão ecológico), os interesses e as necessidades de demanda social na renovação de energias sustentáveis.

 



Escreva um comentário