porto velho - ro, 11 Dezembro 2018 11:29:37

Carlos Sperança

coluna

Publicado: 05/12/2018 às 07h10min

A- A+

Contaminação por plásticos em peixes de água doce na Amazônia

 Atenção à ciência Com tristeza, a equipe de cientistas do pesquisador Marcelo Andrade, da Universidade Federal do Pará, descobriu,..

 Atenção à ciência

Com tristeza, a equipe de cientistas do pesquisador Marcelo Andrade, da Universidade Federal do Pará, descobriu, pela primeira vez, contaminação por plásticos em peixes de água doce na Amazônia. Segundo estudo publicado na revista Environmental Pollution, em espécies do Rio Xingu.

Esse material, que tanto bem trouxe na condição de matéria-prima para um vasto elenco de produtos úteis, agora está ligado a um dos piores males que assola o planeta: a poluição acelerada e assustadora de terras e águas.

A história do material está ligada à nossa conhecida borracha. Foi com a vulcanização criada por Charles Goodyear, em 1839, adicionando enxofre à borracha bruta, que ela apresentou resistência ao calor e se viabilizou. O desenvolvimento dessa técnica levou ao plástico.  

A biodiversidade da região é tão maravilhosa que apresentou também uma descoberta incrível, capaz de enfrentar os males do plástico: um grupo de pesquisadores norte-americanos da Universidade de Yale descobriu na Amazônia equatoriana um fungo que pode se alimentar exclusivamente desse material.

O cogumelo Pestalotiopsis devora o pior plástico que existe – o poliuretano, muito poluente e difícil de reciclar. Para tudo há solução. A questão é encontrá-la. É preciso garantir recursos à ciência e à pesquisa.

………………………………….

Pautas bombas

Governadores de estados importantes assumem em janeiro com bombas relógios armadas pelo Congresso Nacional e  pelas assembleias legislativas através de reajustes para os servidores e repasse de dividas de órgãos e fundações. Alguns estados sequer pagaram o décimo-terceiro de 2017 e não sabem o que fazer com tantas dívidas herdadas a partir de 2019. Rondônia também tem suas jaboticabas para Marcos Rocha.

A Frente Ampla

O líder petista Fernando Haddad, candidato derrotado a presidência na eleição de outubro, voltou a se pronunciar sobre a formação de uma Frente Ampla de oposição ao presidente eleito Jair Bolsonaro. Mas a julgar pelas adesões, apenas três paridos – o próprio PT, o PSOL e PC do B aderiram ao projeto. Assim sendo o tal “Frentão” vai precisar de mais vitamina para incomodar.

Votação minguada

Em Rondônia a votação da dobradinha PT/PSOL foi minguada e Fátima Cleide (PT) ficou longe de se eleger ao Senado e performance muito pior ainda teve o candidato do PSOL ao governo, Pimenta de Rondônia, reduzido à liderança do baixo clero, pela votação obtida nas urnas. Por conseguinte, a Frente Ampla, em Rondônia de oposição a Bolsonaro e a Marcos Rocha não passa de nuvem passageira.

A autoestima

Considero injusta a comparação do colunista Sérgio Pires entre os dois primeiros anos de gestão do ex-prefeito Mauro Nazif (PSB) com o atual Hildon Chaves (PSDB). Nazif pegou uma enchente histórica, a pior do século e foi largado sem apoio pelos governos estadual e federal. Mas nos últimos dois anos de gestão, de fato, Nazif foi sofrível. Então para melhorar a autoestima do atual prefeito a comparação tem que ser feita com Tomás Correia…

As comparações

Lembrando que a liderança de melhor prefeito em termos de  asfaltamento e de regularização fundiária na capital, com números imbatíveis é do ex-prefeito Roberto Sobrinho. Nestes quesitos fez mais do que Nazif e Hildon Chaves juntos, mas foram oito anos. E já que os tucanos gostam de comparações, que Hildon se compare nas urnas em 2020 com Leo Moraes e Vinicius Miguel. Vai ver que a diferença vai ser igualzinha a do Expedito ao governo em 2018…

 

Via Direta

***Rachados desde a derrota de Eduardo Valverde ao governo em 2010, e com mais um insucesso em 2018, os petistas falam em se unir para as eleições municipais de 2020 *** Como se vê, a necessidade faz o sapo pular *** Em entrevista a Paulo Benito o comunicador Arimar Sá se queixou do PSL do governador eleito Marcos Rocha ***Segundo ele, muitos companheiros do partido foram deixados para trás no governo que assume em janeiro *** Na verdade ainda não se sabe sequer quem serão os titulares do primeiro escalão.  


Escreva um comentário

sobre Carlos Sperança

Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

Arquivos de colunas