Porto Velho/RO, 18 Março 2020 15:09:34

RobertoRavagnani

coluna

Publicado: 18/03/2020 às 15h09min

A-A+

Coronavírus: o mundo em pânico

Com meus 53 anos, é a primeira vez que vejo o mundo desta forma, não poderia me furtar e falar sobre o pânico mundial do Novo Corona..

Com meus 53 anos, é a primeira vez que vejo o mundo desta forma, não poderia me furtar e falar sobre o pânico mundial do Novo Corona Vírus, mas espero não ter uma fala alarmista e sim esperançoso ou perto disso.

O voluntariado nunca foi tão importante e invocado no mundo todo, pois é sabido que o tratamento ou melhor a medida protetiva para minorar a transmissão do Corona, é o isolamento social, e ainda estamos em uma fase que estamos sendo chamados para nos isolar voluntariamente, mas haverá de chegar o momento que o isolamento será obrigatório.

O voluntariado está sendo alijado da maioria das suas atividades, em função da necessidade de ficarmos isolados socialmente, mas o fato de se isolar voluntariamente é um trabalho voluntario fundamental para a sobrevivência de nossa espécie.

O ministro da saúde brasileiro solicitou aos conselhos federais, que médico(a)s do quinto ano da universidade, enfermeiro(a)s e farmacêutico(a)s possam ser voluntários em suas profissões para o atendimento nos próximos meses, da comunidade.

O voluntariado tem um papel importante nesse caso de pandemia, o de ser exemplo para sua comunidade, exemplo de isolamento social, de dicas para as crianças de como se cuidar e principalmente de ser exemplo de etiqueta respiratória para que dos males possamos ter o menor grau deles.

Portanto voluntários uni-vos, pois com certeza a bonança virá e seremos mais uma vez importantes para a reconstrução do nosso país, que já passou por outras grandes crises e certamente passaremos por esta e sairemos mais fortes e com mais sentimento de sociedade aguçado.

Saúde e cuidado para todos e o desejo de que em breve nos lembraremos de tudo isso no passado.

 


Deixe o seu comentário

sobre Roberto Ravagnani

Colaborador do Diário da Amazônia-  Roberto Ravagnani é autor, palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor de voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário palhaço hospitalar desde 2000, fundador da ONG Canto Cidadão, Associado para o voluntariado da GIA Consultores no Chile, fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo, Conselheiro Diretor da Rede Filantropia, sócio da empresa de consultoria Comunidea e Membro Engage for business. www.robertoravagnani.com.br

Arquivos de colunas