porto velho - ro, 21 Setembro 2019 17:36:56
    Geral

    Cremero: para ex-presidente, encontro médico supera expectativas

    O Encontro de Direito Médico de Rondônia – iniciativa pioneira do advogado Cândido Ocampo – chega a oitava edição..

    Por Assessoria
    A-A+

    Publicado: 12/08/2019 às 09h07min | Atualizado 12/08/2019 às 09h26min

    O Encontro de Direito Médico de Rondônia – iniciativa pioneira do advogado Cândido Ocampo – chega a oitava edição fortalecido e consagrado por profissionais e acadêmicos de ambas as áreas, que têm tido a oportunidade de debater temas relevantes através das palestras ministradas por profissionais experientes e especialistas convidados. A afirmação é do ex-presidente do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero) e diretor clínico de um dos mais importantes hospitais de Rondônia – o Prontocordis, em Porto Velho, médico Andrei Leonardo de Oliveira.

    E é por sua seriedade, qualidade e importância, segundo o doutor Andrei, que o VIII Encontro de Direito Médico de Rondônia tem contado com o apoio de instituições que acreditaram na iniciativa; dentre elas, o Prontocordis, um dos maiores hospitais de Rondônia.

    “Se o evento está na oitava edição, então é sucesso”, diz o doutor Andrei Leonardo Oliveira, do Prontocordis. “Cândido Ocampo é um visionário nesta área do direito médico. Constatamos o gabarito da iniciativa ao ver as personalidades que ele está trazendo, como, por exemplo, a ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça. Para um membro de uma corte superior prestigiar um evento em Rondônia – sabemos que não é facil, e o Ocampo está conseguindo realizar algo excepcional”, disse.

    Doutor Andrei Leonardo lembra que uma das grandes demandas atualmente, no Judiciário, é a questão do erro médico. “O que assiste o paciente é o direito do consumidor, pois está contratando um serviço. Quanto ao médico, resta a obediência ao seu código de ética, elaborado pelo Conselho Federal de Medicina, que é muito rigido”, afirma.

    Em sua opinião, “na maioria das vezes – comento isso sem medo de errar – o grande problema é a relação médico-paciente. Hoje em dia todos querem tudo para ontem. Rotineiramente o médico tem pouco tempo e tem de atender um número cada vez maior de pacientes – principalmente no serviço público. O doente quer ser atendido e, em regra, não entende que muitas das vezes a consulta e/ou procedimento demoram em razão do excesso de demanda. Por tais razões, dentre outras, é que a relação médico-paciente deve ser preservada, ou seja, o profissional tem de cultivar um bom relacionamento com seu paciente, pois, uma vez quebrado esse vínculo, consequentemente é quebrada a confiança e nada mais dará certo”, pontua.

    Ele orienta a todos que, antes do atendimento, consultem no site do Cremero se o médico é especialista na área. “Vai fazer uma cirurgia plástica? Consulte no site do Conselho se o médico realmente pussui a especialidade reconhecida”. É uma questão de segurança para o paciente”, lembra.

    As expectativas sobre o VIII Encontro de Direito Médico de Rondônia são as melhores possíveis, ressalta o doutor Andrei Leonardo. “Certamente será um sucesso, como nas edições anteriores. Parte desse sucesso pode ser creditado ao empenho e dedicação do seu coordenador, o advogado Cândido Ocampo, profissional sensível e profundo conhecedor da área.

    Realizado pelo Escritório Cândido Ocampo Advogados associados, o evento vai contar com ilustrados palestrantes, como a ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça; o presidente da Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética, jurista Raul Canal. E ainda a participação da prata da casa, o desembargador Raduan Miguel Filho, do Tribunal de Justiça de Rondônia, e o presidente do Conselho Regional de Medicina (Cremero), Spencer Vaiciunas, como palestrantes locais.

    O VIII Encontro de Direito Médico de Rondônia acontece dia 16 de agosto (sexta-feira), a partir da 14h, no auditório do Tribunal de Justiça, em Porto Velho, e conta com o patrocínio do Hospital Central de Porto Velho; Instituto São Pelegrino; Hospcor e Unimed Porto Velho. O apoio é do Tribunal de Justiça de Rondônia; da Associação Nacional de Direito Médico e Bioética (Anadem); do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero); e da Ordem dos Advogados do Brasil-Seccional Rondônia.



    Escreva um comentário