Porto Velho/RO, 31 Dezembro 2019 08:40:44
    Diário da Amazônia

    Cresce 13% número de ações penais

    Nos últimos seis meses, o MPF ajuizou 377 ações contra crimes federais em RO.

    Por Assessoria
    A- A+

    Publicado: 14/07/2015 às 07h30min

    Desmatamentos ilegais e extração ilegal de minérios representam 25% do total das ações penais propostas pelo MPF

    Desmatamentos ilegais e extração ilegal de minérios representam 25% do total das ações penais propostas pelo MPF Roni Carvalho/Diário da Amazônia

    No primeiro semestre de 2015, o Ministério Público Federal (MPF) em Rondônia ajuizou 377 ações penais (também chamadas de denúncias) contra pessoas que praticaram crimes federais. O total representa aumento de 13% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o MPF ajuizou 333 denúncias. O MPF atua nos casos em que a competência para processar e julgar o autor do fato criminoso é da Justiça Federal.

    O crime federal que teve maior número de ações penais propostas pelo MPF em Rondônia foi o crime contra o meio ambiente, representando 25% do total (95 das 377 denúncias). Desmatamentos ilegais e extração ilegal de minérios são exemplos deste tipo de crime, principalmente nas regiões de Porto Velho e de Vilhena.

    Em segundo lugar aparecem os crimes de contrabando e descaminho, com 18% do total (69 ações penais). A região de Guajará-Mirim, na fronteira com a Bolívia, representou a maior parte desses casos. Em terceiro lugar estão os crimes contra o patrimônio, que representam 10% do total (41 das 377 denúncias). São exemplos deste tipo de crime os casos de estelionato – principalmente saques de benefícios do INSS de pessoa já falecida -, roubo ou furto a órgãos federais, como Caixa Econômica Federal, Correios etc.



    Deixe o seu comentário