porto velho - ro, 02 Novembro 2019 01:36:22

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 29/08/2019 às 15h10min | Atualizado 29/08/2019 às 15h19min

    A-A+

    Crescimento populacional pífio. 1,777 milhão de habitantes em RO

    Plano da Amazônia Os avisos de que os eleitos em 2018 precisam dar fim à campanha e assumir suas responsabilidades como governantes e..

    Plano da Amazônia

    Os avisos de que os eleitos em 2018 precisam dar fim à campanha e assumir suas responsabilidades como governantes e parlamentares são corretos. Manter a polarização insultante de uma campanha sem debates respeitosos dará no fruto amargo das reformas adiadas em um país marcado pelo atraso secular.

    Governantes precisam ter noção de que governam para todos e não para bolhas de redes sociais. Parlamentares devem conciliar seus deveres com respeito a cidadãos que anseiam por mudanças. Não se pode adiar o debate sério e respeitoso. É hora de cada um dar de si o que tem de melhor.

    Uma ótima oportunidade para isso é a consulta pública virtual aberta pela Sudam que acolhe a participação da sociedade para a elaboração do Plano de Desenvolvimento da Amazônia.

    Juntando esforços da Sudam, Ministério de Desenvolvimento Regional, demais entes federais presentes na Amazônia Legal e governos estaduais, o PRDA vai projetar ações a ser desenvolvidas no quadriênio 2020–2023. Por mais que o documento final esteja fadado a ser um calhamaço técnico, seu conteúdo é tão importante quanto o pênalti que segundo Neném Prancha deveria ser cobrado pelo presidente do clube. Nesta consulta pública, todo amazônida pode ser um “presidente”.

    ……………………………………..

    Grande duelo

    No MDB temos um grande duelo entre caciques pelo controle do partido. De um lado, o ex-senador Valdir Raupp, derrotado nas eleições passadas, mas que ainda mantém hegemonia na legenda, tendo como trunfo as boas relações com o diretório nacional. De  outro lado, o senador eleito Confucio Moura, vitorioso no pleito, mas persona non grata para os raupistas desde os entreveros de 2018.

    Nova estimativa

    Alvo de imigração nos últimos anos para os Estados Unidos e países europeus (além do Japão), o crescimento demográfico de Rondônia, conforme a última estimativa do IBGE foi pífio. A migração rondoniense também avançou influenciando  novas cidades na Amazônia, como Apuí (AM) e Colniza (MT). Resultado: Rondônia com 1.777.000 de habitantes. Por aqui se esperava até 2.2 milhões de almas.

    Nosso ranking

    Vejam o ranking das dez principais cidades rondonienses. Ouro Preto foi superado demograficamente por cidades mais novas como Machadinho e Buritis. Vilhena ratificou a supremacia sobre Cacoal. Os números: 1-Porto Velho (529.544 habitantes) 2-Ji-Paraná (128.969) 3-Ariquemes (107.863) 4-Vilhena (99.864) 5-Cacoal (85.369) 6-Rolim (55.658) 7-Jaru (51.755) 8-Guajará Mirim (46.124) 9-Machadinho (39.991) 10-Buritis (39.654).

    Sínodo da Amazônia

    As grandes preocupações sobre a região amazônica serão debatidas pelo Vaticano, em Roma, a partir de outubro, com o Sínodo da Amazônia convocado pelo Papa. Preocupação mundial, a região tem sido objeto de constantes campanhas da CNBB, a Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil, sempre alertando para os desmatamentos, queimadas, invasões das terras indígenas e dos parques nacionais.

    Abaixo do valor

    Os raros compradores de imoveis em Porto Velho se queixam da desvalorização aplicada pela Caixa Econômica Federal nas transações imobiliárias financiadas. As avaliações são feitas para baixo, obrigando os adquirentes a bancar a diferença e com isto aumentando os gastos nos processos de financiamentos. A CEF quer é se proteger, já que o mercado anda em baixa.

    Via Direta

    *** Em tempos bicudos, o que era para ser um shopping na Zona Leste, em Porto Velho, virou apenas mais uma unidade dos supermercados Gonçalves*** O PDT segue discutindo o lançamento de candidaturas próprias às prefeituras de Porto Velho e Ji-Paraná no ano que vem *** O ex-deputado Luis Claudio, secretario da Agricultura, é um dos grandes destaques da gestão Hildon Chaves, na capital ***Com o verão, as viagens pela BR 319 foram, normalizadas *** A Eucatur mantém linhas três vezes por semana. Recomendo.


    Escreva um comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas