Porto Velho/RO, 10 Junho 2021 12:40:45
Política

Deputado Dr. Neidson reforça cobrança dos sindicatos da Saúde

Parlamentar também comentou sobre necessidade de o Governo retomar cirurgias eletivas em Rondônia com urgência

A-A+

Publicado: 10/06/2021 às 12h40min

Foto: Divulgação

Na sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (8), o deputado Dr. Neidson (PMN) comentou sobre a reunião da Comissão de Saúde realizada nesta manhã, com sindicatos da Saúde e com pastas do Governo do Estado. Na pauta da reunião, o Plano de Carreiras, Cargos e Remunerações (PCCR) dos servidores da categoria.

De acordo com o parlamentar, os sindicatos cobraram a realização do estudo de impacto financeiro a uma nova tabela já apresentada ao Poder Executivo. Já os representantes do Governo, se comprometeram, no próximo dia 20 de julho, apresentar o resultado do impacto financeiro solicitado pela classe.

Na próxima semana, segundo Neidson, uma outra reunião com os sindicatos debaterá os aspectos que a categoria espera serem modificados no PCCR da Saúde.

“E com isso, nós tentaremos que, ainda esse ano seja aprovado e, em janeiro de 2022, o PCCR desses trabalhadores já seja aplicado. Acredito que o governador Marcos Rocha colocou essa discussão como prioridade para atender nossos funcionários da Saúde, que merecem essa valorização”, declarou Dr. Neidson.

O deputado também destacou que, segundo os sindicatos, algumas categorias da Saúde, a exemplo dos auxiliares de Enfermagem, com base na tabela do PCCR inicial, eles estariam recebendo, caso o plano fosse aprovado, um salário inferior ao que já recebem atualmente.

“Inclusive, alguns trabalhadores de outros setores, iriam receber menos de um salário mínimo. Então acreditamos ser viável a tabela do PCCR apresentada pelos sindicatos ao Governo e espero podermos chegar a um consenso entre a Assembleia Legislativa, através da Comissão de Saúde, todos os demais 23 deputados que também estão empenhados nessa situação, o Governo e os sindicatos”, enfatizou o parlamentar.

Cirurgias eletivas

Em conversa com o secretário-adjunto da Sesau, Nélio de Souza, o deputado Dr. Neidson foi informado que já está sendo providenciado um plano de retorno paulatino gradual das cirurgias eletivas ao Governo do Estado.

“O secretário me informou que no próximo Decreto do Governo será incluso esse retorno das cirurgias para que possamos dar essa atenção para nossa população. E é bom frisar que, muitas pessoas que hoje precisam de cirurgias eletivas estão passando para casos de cirurgias de emergências, justamente em razão das complicações decorrentes do tempo que estão esperando, algo em torno de aproximadamente, dois anos sem cirurgias eletivas. E pior, acredito que Rondônia é o único estado que ainda está sem realizar esses procedimentos”, concluiu Dr. Neidson. (ALE)



Deixe o seu comentário