Porto Velho/RO, 12 Novembro 2020 08:30:28

J. Nogueira

coluna

Publicado: 15/01/2019 às 09h30min

A- A+

Destaques da região central de Rondônia

CALAMIDADE O prefeito de Ouro Preto D’Oeste decretou no final da última semana Estado de Emergência. O ato busca meios de aquisição..

CALAMIDADE

O prefeito de Ouro Preto D’Oeste decretou no final da última semana Estado de Emergência. O ato busca meios de aquisição de cestas básicas e colchões para as famílias desabrigadas, neste município. O decreto é via secretaria de Assistência Social (Semas), que formou uma equipe de trabalho para atender a todas as famílias afetadas pela enchente ocorrida na madrugada da última quarta-feira (09), tendo atingido 107 famílias que já receberam algum tipo de doação. A forte chuva que ocorreu na noite de quarta-feira (9) causou danos pelas inundações em alguns bairros da cidade e muitas delas, perderam tudo. A ação é coordenada pela assessora especial da Semas, Geany Rodrigues Silva e a diretora do Cras, Cleslene Soares da Silva.

SUBINDO

A situação também não é das melhores na cidade de Jaru, onde o rio Jaru chegou no final de semana a 9,8 metros e transbordou, forçando a retirada de famílias das áreas de risco. A Defesa Civil entrou em ação na quinta-feira (10) a retirada dos moradores, que temem que o principal rio da região no ‘Vale do Jamari’, alcance a marca histórica de 11,7 m, atingida em 2016. José Zeferino, presidente da Defesa Civil local que falou sobre as intensas chuvas na região. “Estamos monitorando o rio que pode subir ainda mais, já que a previsão é de mais chuva”, alertou.

ESTOQUE

Ainda em Jaru, a prefeitura entregará na próxima semana a central de armazenamento e distribuição de medicamentos da Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF). O CAF é um espaço adequado para o armazenamento de medicamentos, além da distribuição correta em unidades de saúde, farmácia popular e no hospital. O prefeito João Gonçalves Júnior, disse que a unidade que foi construída nas dependências do novo hospital municipal (HM), para garantir organização e mais controle dos medicamentos distribuídos. “Esta é mais uma conquista desta gestão, que desde o início tem a saúde como prioridade”, garantiu.

MUITA ÁGUA

O inverno amazônico também chegou com força na região do Vale do Guaporé. Em um dos trechos da rodovia federal (BR-429), a água transbordou e por pouco não atingiu uma ponte, entre os municípios de Alvorada e São Miguel. De acordo com informações nas redes sociais, em Alvorada, muitas famílias também estariam em alerta por causa das constantes chuvas. O nível do Igarapé do ‘Inferno’, próximo a área urbana de Alvorada, subiu muito nos últimos dias e já estando acima do seu nível normal. O nível de água pode ser considerado um dos maiores já registrado no igarapé.

FISCALIZAÇÃO

Ainda no município de Alvorada, proprietários de comércios e barracas estão sendo convocados via redes sociais, em especial os que lidam nas vendas de sucos, açaí, espetinhos, barracas de feiras que estão nas vias públicas ou calçadas de passeio público pelo Departamento de Fiscalização Municipal. Segundo a Vigilância Sanitária, a convocação é para uma reunião nesta quarta-feira, às 9h na sala de fiscalização para tratar de assuntos de interesse público. A convocação é assinada pelo fiscal tributário José Batista de Sousa.

473

A rodovia estadual RO-473 que liga a RO-364 aos municípios de Teixeirópolis, Urupá e Alvorada até a rodovia federal BR-429, pode ter o tráfego interrompido a qualquer momento, próximo da cidade de Urupá. O motivo é uma galeria que rachou ao meio do lado esquerdo, sentido Urupá. Os condutores precisam ter o máximo de cuidado possível para evitar uma tragédia. De acordo com o motorista José Ferreira, que estava com destino a Alvorada D’Oeste, o mesmo foi surpreendido com a cratera aberta. “Isso é um perigo, especialmente no período da noite já que a sinalização está precária”, alertou.


Deixe o seu comentário