porto velho - ro, 13 Setembro 2019 18:30:06

    J.Nogueira

    coluna

    Publicado: 05/02/2019 às 07h00min

    A-A+

    Destaques da região central de Rondônia

    DEFINITIVO 17 famílias de Ouro Preto já estão com o Título Definitivo de suas respectivas propriedades. O benefício chegou com o..

    DEFINITIVO

    17 famílias de Ouro Preto já estão com o Título Definitivo de suas respectivas propriedades. O benefício chegou com o programa do governo do Estado “Título Já” que tem como objetivo a regularização fundiária que resulta na valorização e desenvolvimento, gerando maior segurança para os donos dos imóveis. Os documentos foram assinados na última semana pelo governador Marcos Rocha e o superintendente estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat), Constantino Erwen Gomes, destacando que a valorização da titulação urbana vai resultar em bons frutos para este município. Com o título definitivo em mãos as famílias poderão solicitar empréstimo em agências financeiras para fazer o investimento desejado.

    ABANDONO

    E a Balança de Pesagem da rodovia federal (BR 364), dentro da região de Ouro Preto D’Oeste, continua sendo deteriorada pelo tempo e a ação dos vândalos. Essa situação vem acontecendo há quatro anos, resultando em prejuízo para os cofres do governo federal, já que sem essa fiscalização o abuso no sobrepeso das cargas, continua sendo praticada livremente. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), o abandonado posto de fiscalização começou a operacionalizar no ano de 1985 e deixando de ser utilizado, em 2014, por questões trabalhistas. Os abusadores do uso de cargas excessivas na BR-364 agradecem e ficam na torcida que a desativação continue por muito mais tempo.

    SELETIVO

    Terminaram na última terça-feira (29) as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), campus Ji-Paraná. O certamente tem como objetivo a contratação por tempo determinado de professores substitutos de língua Portuguesa e Informática. A carga horária de trabalho será de 40/h/semanais, e o salário-base superior a R$ 3 mil, mais acréscimo de retribuição por titulação e auxílio-transporte, pré-escolar e alimentação. Nos próximos dias a direção da instituição deve divulgar o resultado dos selecionados.

    TRATORES

    O prefeito de Jaru João Gonçalves continua com suas ações com o objetivo de reestruturar o Departamento Municipal de Agricultura (DMA). O objetivo é garantir apoio e levar mais serviços voltados ao homem do campo, e entre os investimentos já conseguidos, estão a compra de dezenas de tratores agrícolas, equipados com carretinhas, grades de arado e máquina de silagem. Os equipamentos já estão a serviço dos pequenos produtores rurais deste município. Um dos produtores beneficiados e que reside na linha 617, foi um dos primeiros a procurar o DMA e solicitar horas máquinas na colheita para produção de silagem de milho.

    PÉSSIMO

    Mais uma rodovia estadual pede socorro ao Departamento Estadual de Estradas, Rodagens e Infraestrutura (DER). Trata-se da RO-463, que liga A BR-364 até o município de Jorge Teixeira, com os seus usuários reclamando muito das péssimas condições em que se encontra a pista por falta de manutenção. Segundo os motoristas, o mato toma conta do acostamento, os inúmeros trechos esburacados e a falta de sinalização deixam a viagem ainda mais prejudicada aumentando o risco de acidentes, em quase todo o seu percurso. Taxistas de Jorge Teixeira e do distrito de Colina Verde que usam a rodovia disse não suportam mais os enormes prejuízos.

    DENÚNCIA

    No penúltimo dia de janeiro, durante entrevista a uma das emissoras da região central, o prefeito de Theobroma, Cláudio Santos teria feito uma denúncia referente ao posto de saúde do distrito de Cachoeirinha, situado na RO-133 (km 12) do travessão 04. Ele relatou que a referida unidade de saúde foi construída de forma irregular pela administração do ex-prefeito Lima, mediante fraude em documentações, referente ao número de moradores na região. Em decorrência dessas supostas irregularidades, o município fica impossibilitado de receber ajuda do Ministério da Saúde, para a manutenção da unidade de saúde.


    Escreva um comentário

    Arquivos de colunas