Porto Velho/RO, 20 Dezembro 2019 18:14:45
    Polícia

    Dez membros do PCC são transferidos para Rondônia

    Numa operação sigilosa realizada nesta sexta-feira (20), transferiu dez presos ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital) que estavam..

    Por Redação Diário da Amazônia
    A-A+

    Publicado: 20/12/2019 às 18h14min

    Numa operação sigilosa realizada nesta sexta-feira (20), transferiu dez presos ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital) que estavam no presídio federal de Presidiente Venceslau (SP). Os detentos chegaram a Porto Velho e foram levados para o presídio federal num comboio. Com essa transferência já são mais de 30 integrantes de facções criminosas que mudam de
    carceragem por ordem judicial para evitar o controle dos presídios. O líder do PCC, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, em fevereiro deste ano também mudou de penitenciária e ficou um tempo em Porto Velho. Atualmente, ele cumpre pena na unidade federal de Brasília.

    Assassinato

    Entre os últimos removidos para Rondônia estão Eduardo Lapa dos Santos e Jailton Bastos de Souza. Segundo o MP (Ministério Público), os dois são acusados de envolvimento no assassinato do agente federal Henry Charles Gama Filho, que trabalhava na Penitenciária Federal de Mossoró (RN). Ele foi assassiando a tiros em 12 de abril de 2017, a mando dos líderes do PCC, em retaliação às normas rígidas implantadas nas unidades prisionais federais. Outro que também chegou a Porto Velho é Edmar Fudimoto. Todos cumpriam pena na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, a 600 quilômetros da capital paulista.



    Deixe o seu comentário