Porto Velho/RO, 26 Outubro 2020 14:44:26

J.Nogueira

coluna

Publicado: 26/10/2020 às 14h44min

A-A+

Diário Nos Municípios

GONÇALVES E O PROTESTO DE EX-FUNCIONÁRIOS Os ex-funcionários do falido supermercado Gonçalves, realizaram nesta segunda-feira (26),..

Foto: Divulgação

GONÇALVES E O PROTESTO DE EX-FUNCIONÁRIOS

Os ex-funcionários do falido supermercado Gonçalves, realizaram nesta segunda-feira (26), mais um movimento de protesto pelo não pagamento dos seus direitos trabalhistas. O ato aconteceu em vários municípios de Rondônia, e também, no Estado do Acre (AC). Em Ji-Paraná, entre 95 e 110 trabalhadores, também estão padecendo, passando necessidades pela falta do acerto. Já se passaram quase dois anos, e nenhuma resposta dos ex-donos da empresa.

Um desses ex-funcionários, Djair Sales que trabalhava na função de encarregado, disse que a empresa fechou as portas e pediu Recuperação Judicial, estando o processo sendo acompanhado pelo jurídico do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio (Sintracom).

Ele também disse ao Diário que o movimento, nesse município, foi em frente da empresa dos advogados que representa os réus. O Gonçalves empregava mais de três mil pessoas, e estaria com uma dívida superior a R$20 milhões, sendo 50% desse montante com ex-funcionários. Esse é o Brasil que não queremos!

LIMPEZA

A Secretaria de Meio Ambiente (Semeia) com o apoio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp), realizaram na sexta-feira (23), diversas ruas do bairro de São Francisco para recolher o chamado lixo seco. Segundo a secretária titular da pasta, Kátia Casula, ao menos dois caminhões foram usados no transporte do material recolhido, calculado em mais de duas toneladas.

SEM FESTA

Em Ji-Paraná, nesta quinta-feira (28), será quebrada uma grande tradição, a Festa do Dia do Servidor Público. O evento teve que ser cancelado, segundo a diretoria da Associação dos Servidores Municipais, em decorrência de um forte vendaval, registrado há pouco mais de 12 dias, resultando na destruição parcial da cobertura do espaço de festa da referida entidade. A diretoria informou que a prioridade no momento é a reconstrução do espaço danificado.

RIO MACHADO

E o nível do Rio Machado, em Ji-Paraná, voltou a crescer desde o início deste mês. No dia primeiro de outubro, a régua marca era 3.38cm. No dia sete, caiu para 6.31cm, e 24 horas depois, voltou ao 6.38cm. Já a partir do 14 (quarta-feira), a nível ficou sob efeito sanfona (baixas e altas). Depois, chegou aos 6.51, na sexta-feira chegou aos 6.57cm, e nesta segunda-feira (26), marcou 6.58. A tendência é que o nível do Machado aumente com a proximidade das chuvas, de forma mais intensa.

INTERRUPÇÃO

E as constantes interrupções de energia na região de Ji-Paraná, também atingiu o abastecimento de água pela Companhia de Águas e Esgoto de Rondônia (Caerd). A direção da unidade local resolveu divulgar um comunicado explicando o porquê de tanta interrupção, lógico, apontando como principal motivo as chamadas ‘quedas’ de energia, sem qualquer explicação por parte da fornecedora.

PIONEIRO

A prefeitura de Ouro Preto divulgou no final da última semana o comunicado de pesar pelo falecimento do pioneiro, Antônio Alves Feitosa, vítima de uma parada cardíaca no início da manhã de sábado (24), em uma unidade de saúde da capital, Porto Velho. Natural do Estado do Espírito Santo, Francisco chegou em Ouro Preto no ano de 1979. Ele deixa esposa, dois filhos e um neto.


Deixe o seu comentário

Arquivos de colunas