Porto Velho/RO, 19 Fevereiro 2021 12:50:32

J.Nogueira

coluna

Publicado: 19/02/2021 às 12h50min

A-A+

Diário Nos Municípios

Instituto Médico Legal, quando Ji-Paraná terá o seu? Começa ano e termina ano, e sempre a mesma situação, com o município de..

Instituto Médico Legal, quando Ji-Paraná terá o seu?

Começa ano e termina ano, e sempre a mesma situação, com o município de Ji-Paraná, considerada a segunda maior do Estado e passando dos 140 mil habitantes, sem ter o Instituto Médico Legal (IML). É no IML, como é conhecido que são feitas as chamadas necropsias e laudos cadavéricos pelos Médicos Legistas, com objetivo de fornecer bases técnicas para julgamento de causas criminais, além dos conhecidos exames de Corpo de Delito em indivíduos vivos, vítimas de acidentes de trânsito, agressões, acidentes de trabalho, entre outros.

Lembro que na área da antiga 2ª Delegacia de Polícia Civil, do bairro de Nova Brasília, um empresário do ramo, chegou a construir um prédio para ser o IML local, mais por desinteresse do governo da época, que se estende até os dias atuais, o imóvel acabou, posteriormente, servindo de depósito para a distrital. Segundo um empresário da área, o investimento na construção do prédio e equipamentos, não passaria de R$2 milhões, valor considerado “Café com Leite” para os cofres públicos do Estado. Enquanto o governo não investe, as funerárias e médicos legistas se ‘viram’ como podem.

CAPELA MORTUÁRIA

Já que o Instituto Médico Legal (IML), não chega nem ao projeto, o município de Ji-Paraná terá a sua primeira Capela Mortuária. A informação foi confirmada pelo secretário de Planejamento, Rui Vieira. Segundo ele, o prédio será construído na avenida Dois de Abril, próximo da Secretaria de Agricultura e Pecuária (Semagri), primeiro distrito.

LIXO NA SEIS DE MAIO

E o mau hábito de parte dos residentes dos bairros Casa Preta, Dom Bosco e Parque São Pedro, no primeiro distrito de Ji-Paraná, descartando todo tipo de lixo às margens da avenida Seis de Maio, continua cada vez mais intenso. Se não bastasse o mato tomando conta das marginais, moradores ainda estão sendo obrigados a conviver com o acúmulo de lixo e mau cheiro, considerado insuportável.

CATÓLICOS HM

Na última segunda-feira, um grupo aproximado de 40 pessoas católicas, realizaram um momento de Fé em frente ao hospital municipal – Claudionor do Couto Roriz, unidade que atualmente atende dezenas de pacientes infectados pelo novo Coronavírus (Covid-19). O ato feito às 6h30, com muitas orações, durou cerca de 30 minutos com pedidos de cura para os enfermos. Parabéns aos idealizadores do evento

CORREÇÃO

Na matéria sobre a pandemia influenciando nas ações no Conselho Tutelar (1º distrito), de Ji-Paraná, faltou ficar claro três pontos, sendo eles: 1º, que o conselho, além do horário normal, também atende 24 horas, em forma de plantão; 2º, a Casa de Recolhimento, na verdade é chamada de Instituição de Acolhimento; 3º, que apesar das escolas ter se responsabilizado por garantir as vagas de alunos de 2020 e transferência, o conselho por ser acionado em caso de descumprimento.

ILUMINAÇÃO

Moradores de alguns bairros de Ji-Paraná, estão reclamando da falta de manutenção de Iluminação Pública, fato que pode contribuir para o aumento da violência no período da noite como roubo e abuso sexual. Em um desses pontos, o secretário de Obras e Serviços Públicos, Enivaldo Soares determinou a imediata troca das lâmpadas queimadas, informando que o serviço será intensificado.


Deixe o seu comentário

Arquivos de colunas