porto velho - ro, 12 Setembro 2019 18:41:01
    Política

    Disputa da prefeitura de Porto Velho começa a fica acirrada

    O fogaréu ideológico A Amazônia é o assunto mais importante do mundo, hoje. O noticiário do Primeiro Mundo sempre pôs o Brasil nas..

    A-A+

    Publicado: 17/08/2019 às 11h10min

    O fogaréu ideológico
    A Amazônia é o assunto mais importante do mundo, hoje. O noticiário do Primeiro Mundo sempre pôs o Brasil nas notas de pé de página, mas a Amazônia obrigou os editores estadunidenses e europeus a estudar melhor a exótica terra dos índios e das feras para se convencer de que a região é vital para o planeta. Justifica-se a prioridade em manchetes, à frente de outras questões também emotivas, como o drama dos refugiados.
    A situação dos sem-pátria aflige uma pequena parcela da população mundial, embora a mais sofrida, mas o futuro da Amazônia está ligado à sobrevivência de toda a humanidade: pobres, ricos e remediados ficarão sem remédio se a destruição ambiental atingir um ponto sem retorno.
    Sendo o assunto mais importante, o Brasil deveria naturalmente atrair bilhões de dólares e euros para preservação e aproveitamento da biodiversidade. Um simples pacote reunindo o máximo de preservação e exploração dos recursos naturais seria um imã para atrair fortunas.
    Há, porém, muita fumaça. O fogaréu ideológico produz a polarização tóxica que cega, faz perder dinheiro, afugenta investidores e turistas. Que a promessa do Ministério do Meio Ambiente de um plano para a Amazônia supere a fumaceira e traga finalmente o consenso de que a região é importante demais para ser envolvida em guerras.
    ……………………………………..
    Arrancada do PSL
    Com o inicio de uma campanha de filiações liderada pelo governador Marcos Rocha e pelo prefeiturável, deputado estadual Eyder Brasil, o PSL deu a arrancada para as eleições do ano que vem. Uma eleição que vai testar a força do governador Marcos Rocha em Porto Velho, uma cidade aonde o apoio dos governadores, como Ivo Cassol e Confucio Moura não deram bons resultados.

    Nas paradas
    A semana marcou movimentos de novos prefeituráveis no pedaço. Nos Democratas, o comerciante Wanderley Oriani emitiu sinais para a militância da sua disposição em disputar a prefeitura de Porto Velho na sucessão do alcaide Hildon Chaves (PSDB). Também o deputado estadual Eyder Brasil (PSL) pode entrar na peleja, tendo como vice a popular Ceiça, comandante da Banda do Vai Quem Quer.

    Um fantasma
    Não bastasse a economia brasileira empacada, pelo menos nove países importantes – alguns grandes importadores de carne e derivados, soja e minérios do Brasil – caminham para a recessão podendo causar sérios reflexos econômicos negativos ao nosso País. A guerra comercial entre a China e os Estados Unidos também já reflete no afastamento de investimentos nos estados.

    Reflexos locais
    Em Porto Velho existem reflexos econômicos locais quanto à estagnação da economia, agora agravados pelos problemas de segurança pública. Os clientes estão sumindo de bares e restaurantes à noite com medo de assaltos e arrombamentos de casas e de seus veículos já que é enorme o numero de assaltantes perambulando pela cidade. A segurança virou um calcanhar de Aquiles no governo Marcos Rocha.

    Os governadores
    Diante da encrenca armada pelo presidente Jair Bolsonaro com os países que financiavam o Fundo Amazônia – só da Alemanha e Noruega o Brasil esta perdendo quase R$ 300 milhões – os governadores da Amazônia estão se unindo em consórcio para reatar as conversações e voltar receber estes investimentos a fundo perdido. Bolsonaro virou um verdadeiro Átila para a Amazônia.

    Via Direta
    *** Não bastasse o calor, a fumaceira e tanta poeira, Porto Velho viveu durante a semana apagões de água e energia *** Trata-se de uma das piores temporadas do verão amazônico dos últimos dez anos *** Acelerando o ritmo de obras, o prefeito Hildon Chaves aproveita bem o verão *** No inverno, que já se aproxima, no entanto, são outros quinhentos *** A campanha fica mais acirrada, o bicho pega e a oposição estará mais do que nunca afiada para crucificá-lo.



    Escreva um comentário