Porto Velho/RO, 11 Dezembro 2019 17:05:33

    LéoLadeia

    coluna

    Publicado: 09/12/2019 às 14h44min

    A-A+

    Ecos da operação Feldberg realizada pela Polícia Federal

    Frase do dia “Se o juiz, avaliando a prática dos crimes do réu, sabendo que nessa seara dos delitos de corrupção, lavagem de..

    Frase do dia

    “Se o juiz, avaliando a prática dos crimes do réu, sabendo que nessa seara dos delitos de corrupção, lavagem de dinheiro, peculato, a possibilidade destruição de provas é imensa, o juiz pode perfeitamente impor que o réu não recorra em liberdade.” –Ministro Luiz Fux 

    Ainda cercada de mistério e silêncio, as setas indicam que o foco da operação é o mercado de gado bovino e não por acaso. A busca na Idaron foi uma varredura. Os nomes citados na operação são de pecuaristas e o raio que vai de Humaitá a Cuiabá e cidades de Rondônia com expressão pecuária, revela uma “rota do gado”. Foi por acaso a operação Boi Gordo, também do MP que levantou ocorrências a partir da delação do grupo JBS sobre sonegação? É comum uma operação após outra, ou seja, tem caminhão boiadeiro na estrada, mas há algo estranho.

    2-Por falar em operação… 

    De volta ao batente e tendo ficado por vontade própria desligado da internet fui recebido com duas operações enquanto buscava alguma informação sobre uma anterior. Tentei me inteirar da “Operação Pau Ôco”, mas nem o eco foi possível ouvir. Em conversa com confrades fiquei sabendo que existem mais áudios, vídeos que se somaram às denúncias que embasaram a fase inicial da operação em abril de 2019, além de outros que por decisão judicial não poderão ser divulgados pelos jornalistas que possivelmente os possuem. Como há possível envolvimento de autoridades – houve divulgação pública – a tendência é que a investigação seja demorada. 

    3-De olho no Orgulho

    Aplaudo a reaproximação do estado levando serviços públicos principalmente a segurança aos moradores do Orgulho do Madeira. Demorou e estava fugindo do controle com criminosos até expulsando moradores e assumindo o seu lugar com apoio de facções criminosas. Espero que os “baculejos” que tanto resultados deram aqui em Porto Velho voltem a ocorrer nas áreas já mapeadas com as manchas criminais e que o estado como um todo se aproxime da população garantindo não só a segurança, mas levando os outros serviços necessários ao cidadão. Isto é ação preventiva integrada para evitar os Paraisópolis do futuro, que podem acontecer sim.

    4-Missão de Paz Internacional 

    O querido General Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves que passou uma temporada por aqui no comando da 17ª. Brigada acaba de entregar o Comando da Academia Militar de Agulhas Negras para encarar outra missão internacional depois da experiência de um ano em Angola em 1995 e 1996. O secretário-geral da ONU, António Guterres, anunciou sua nomeação como comandante para a Estabilização da ONU na República Democrática do Congo, sucedendo o brasileiro Elias Rodrigues Martins Filho. A legião de amigos que Costa Neves fez em Porto Velho principalmente no segmento cultural envia-lhe votos de pleno sucesso. 

    5-Segunda instância 

    Como ondas que avançam sobre a areia, a questão da prisão após o julgamento em segunda instância impõe-se como debate nacional urgente. Hoje duas manifestações – do ministro Luiz Fux e do ministro Sérgio Moro – andaram juntas. Num evento sobre o dia internacional de combate à corrupção, o ministro Fux foi direto: “Estou convencido de que a lei deva advir porque a jurisprudência que se firmou não é melhor solução jurídica para a hipótese.” E Moro segui na mesma toada: “É imprescindível a volta da prisão em segunda instância, seja por emenda constitucional ou por projeto de lei.” Uma hora dessas vai. Vai sim. Ora se vai…[email protected]

     


    Deixe o seu comentário

    sobre Léo Ladeia

    Leo Ladeia é baiano de Itororó, torcedor do Bahia ou um pau rodado que apoitou por aqui. Começou como radialista na Rádio Vitória Régia aos 55 anos. Apresentou o programa Lendas do Rock na rádio Parecis. Na SIC TV como aqui no Gente de Opinião Léo Ladeia fez de tudo. Astronauta, boy, pintor, poeta e pedreiro. Mutante, gosta de experimentar e de desafios, atualmente Ladeia está trabalhando no Rede TV Rondônia, canal 17,do Sistema Gurgacz de Comunicação.

    Arquivos de colunas