porto velho - ro, 24 Maio 2019 04:16:51

Carlos Sperança

coluna

Publicado: 07/03/2019 às 08h41min

A- A+

Em Porto Velho continua o cerco do exército no presídio federal

Carnavais e lágrimas Nos centros do Carnaval, como RJ, Bahia e SP, a Amazônia e seus assuntos sempre aparecem entre símbolos, pelo..

Carnavais e lágrimas

Nos centros do Carnaval, como RJ, Bahia e SP, a Amazônia e seus assuntos sempre aparecem entre símbolos, pelo mítico das lendas, e críticas à devastação, ao massacre dos povos, mas também como orgulho nacional.

Em todos esses casos, há um chamado anual às reflexões sobre aspectos simbólicos, críticos e um ufanismo que já foi maior. O orgulho brasileiro de possuir a Amazônia era repartido com o futebol campeão do mundo e a Cidade Maravilhosa – o RJ. Mas o futebol transacionalizou. Há torcidas brasileiras de Real, Barcelona e Bayern maiores que as de muitos clubes locais. A Cidade Maravilhosa, à mercê de milícias e traficantes, hoje tem adjetivos que se sobrepõe às antigas maravilhas: perigosa e ameaçadora.

Restou a Amazônia, objeto de homenagem da Escola Mocidade Alegre, de São Paulo, em que o enredo “Ayakamaé – As águas sagradas do sol e da lua” contou a lendária origem do nosso grande rio: o sol (Guaraci) e a lua (Jaci) eram amantes que nunca conseguiam se encontrar. A lua começa a chorar e, das suas lágrimas, nasce o Rio Amazonas.

Seria bom para a SP dos viadutos rachando, a MG das tragédias e o Rio de Janeiro de tantas dores que as lágrimas fossem apenas a ilustração de lendas e não lavassem de vergonha os antigos orgulhos nacionais.

………………………………………

Presidios federais

O Plano Nacional de Segurança, anunciado no final do governo Michel Temer prevê novos presídios federais do País, depois dos cinco já instalados, casos de Catanduvas (PR), Porto Velho (RO), Mossoró (RN), Campo Grande (MS) e Brasília (DF). Já está na agulha o presídio de Charqueadas no Rio Grande do Sul. Também, o AM, a PB, PE, Goiás, MG e SC receberão unidades.

Cerco do Exercito

Em Porto Velho continua o cerco do exército, numa verdadeira operação de guerra, nas adjacencias do presídio federal, situado a 50 quilometros da capital. Teme-se que o plano montado em São Paulo para o resgate do megatraficante Marcola, através de mercenários estrangeiros contratados pelo narcotráfico, seja desenvolvido por aqui em virtude da proximidade com a Bolivia.

Eleições 2020

Com militares considerados do baixo clero, verdadeiros inspetores de quarteirão se elegendo de deputado estadual a presidente da Republica em 2018, eles vem com tudo para as eleições municipais. Acreditam que a onda Bolsonaro ainda estará forte no pleito do ano que vem. Já existe uma penca de milicos pretendendo cargos de prefeitos e vereadores nestas paragens. Vai que cola!

Caixa zerado

Já são 14 estados brasileiros com déficit nas contas públicas em dificuldades para pagar os fornecedores. Pior ainda, já que alguns deles pagando os salários dos servidoes públicos com atraso e de maneira parcelada como ocorre no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Neste contexto, pelos primeiros numeros de 2019, os estados do Espírito Santo e Rondônia se destacam pelas contas em dia.

Crimes hediondos

A segurança pública em sido motivo de grande preocupação no Senado federal. Só neste inicio de legislatura já foram apresentadas mais de 30 propostas visando endurecer as coisas no tocante aos crimes hediondos, mais rigor nos presídios e até a extinção do auxílio reclusão, considerado por parte dos congressistas como medida paternalista. Algumas propostas já estão em análise nas comissões técnicas.

 

Via Direta

*** Lançada a na quarta-feira, a Campanha da Fraternidade 2019 em Rondônia pela Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB engajando todas as paróquias *** A Secretaria de Obras e Serviços Públicos trabalhou bem na limpeza pós-carnaval em Porto Velho *** Foram retiradas toneladas de lixo e de entulhos nas ruas reduzindo com isto o entupimento das galerias centrais *** Os dirigentes dos pequenos partidos já buscam alternativas de fusões para as eleições do ano que vem *** Como se sabe, as coligações para eleição de vereadores já foi rifada.


Escreva um comentário

Arquivos de colunas