Porto Velho/RO, 18 Dezembro 2019 10:23:33

    LéoLadeia

    coluna

    Publicado: 18/12/2019 às 10h23min

    A-A+

    Enquanto o tema “Lavajato quebrou as empresas do Brasil”

    Frase do dia “Vou apresentar no começo de fevereiro a proposta de acabar com o TST porque a presidente do TST virou uma..

    Frase do dia

    “Vou apresentar no começo de fevereiro a proposta de acabar com o TST porque a presidente do TST virou uma representante do setor patronal. Se a última instância da Justiça do Trabalho é representante do patronato, não precisa mais ter terceira instância” –Paulinho da Força

    1-Calvário-Juízo Final 

    Enquanto o tema “Lavajato quebrou as empresas do Brasil”, 350 ninjas da PF, Procuradores e auditores da CGU estão espalhados pelo país com 54 mandados de busca e apreensão além de 17 de prisão preventiva, levando desassossego aos corruptos da Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Goiânia e Paraná, alertando para o outro lado da moeda. É a operação Calvário-Juízo Final, atrás dos R$ 134,2 milhões de recursos da saúde abocanhados para campanhas eleitorais em 2010, 2014 e 2018. A “tchurma do querumêu” não refresca nem para a saúde…

    2-Soltando o verbo e verba

    Sérgio Cabral que rivaliza com os maiores bandidões do Brasil em anos de cadeia assinou um acordo de delação premiada com a PF e fica agora de “butuca” na possível homologação pelo ministro Edson Fachin. Depois de soltar o verbo citando inclusive gente do STJ, Cabral decidiu soltar a verba. Aliás, o que ele vai fazer com dinheiro se a soma de suas penas passa de 200 anos vendo a quadratura solar toda manhã?  O acordo ainda está sob sigilo mas a bufunfa a ser devolvida é de R$ 380 milhões da propina recebida nos anos de ouro.

    3-Bonifica UNIR

     

    Nem reserva de mercado, nem xenofobia. Reunido com o Senador Acir Gurgacz e a deputada Federal Silvia Cristina, o professor e vereador Aleks Palitot, de Porto Velho, levou a Brasília o movimento “Bonifica Unir”, uma bonificação das vagas para a seleção de estudantes do Curso de Medicina da UNIR, que morem em Rondônia há dez anos. Hoje, apenas 28% dos estudantes de medicina da Unir são rondonienses, e os 72% são ocupados por estudantes das regiões Sul, Sudeste e Nordeste, que migram para Rondônia com o objetivo de cursar a faculdade e, logo após a conclusão da graduação, retornam aos seus estados de origem. A pratica da bonificação já existe em todos os outros estados da região Norte exceto Rondônia. Eu aprovo esta luta.

    4-O dono do pedaço

    O presidente da Câmara dos Deputados – em plena campanha para a presidência da República – continua dando as cartas no Congresso Nacional e transformou aquela casa revisora em um cartório carimbador e homologador das suas estripulias políticas. Comendo na sua mão, Davi Alcolumbre não vê ou faz que não vê e outra vez o Senado ouviu a “ordem unida” do Rei Maia. A MP que transferiu o COAF para o Banco Central perderia a validade hoje. Alcolumbre bateu o carimbo e pah!!. Senadores independentes quase perdem os cabelos pintados de acaju.     

    5-Malandragem sem garantia

    Numa jogada tosca a “izquierda” se juntou e emprenhou um “juiz de garantias” no texto do “embrulho anticrime”, mas as cobras não dormem e pah! O MPF alega que retirar o juiz que supervisiona a investigação não ajuda em nada e só facilitaria a vida do criminoso. “Os juízes e os ministros (Fachin e Bretas – grifo meu) que atuaram nesses processos, na fase da investigação, seja deferindo buscas e apreensões, prisões preventivas e quebras de sigilos, seja homologando acordos de colaboração premiada, serão sumariamente retirados dos processos, por impedimento legal superveniente, e proibidos de julgarem ou participarem do seu julgamento, sob pena de nulidade, causando prejuízos irreparáveis à persecução penal e ofendendo o interesse público na rápida solução desses casos”, diz nota técnica das câmaras de combate ao crime e à corrupção. Diria Jeca Tatu do Monteiro Lobato:“conheceu papuda”?

    [email protected]

     


    Deixe o seu comentário

    sobre Léo Ladeia

    Leo Ladeia é baiano de Itororó, torcedor do Bahia ou um pau rodado que apoitou por aqui. Começou como radialista na Rádio Vitória Régia aos 55 anos. Apresentou o programa Lendas do Rock na rádio Parecis. Na SIC TV como aqui no Gente de Opinião Léo Ladeia fez de tudo. Astronauta, boy, pintor, poeta e pedreiro. Mutante, gosta de experimentar e de desafios, atualmente Ladeia está trabalhando no Rede TV Rondônia, canal 17,do Sistema Gurgacz de Comunicação.

    Arquivos de colunas