Porto Velho/RO, 28 Maio 2020 09:19:39

SolanoFerreira

coluna

Publicado: 28/05/2020 às 09h19min

A-A+

Ensino remoto reconstrói a sala de aula em qualquer lugar

De um instante para outro, as escolas se viram obrigadas a mudar suas rotinas, adequando para atender seus alunos de forma remota. A..

De um instante para outro, as escolas se viram obrigadas a mudar suas rotinas, adequando para atender seus alunos de forma remota. A mudança repentina provocada pela pandemia do novo coronovirus ditará nova regra para o ensino no país. Até as escolas públicas estão se reinventando para ocupar esse novo espaço da sala de aula, de forma virtual. O aparelho móvel com internet que até pouco tempo era considerado inimigo em sala de aula, agora virou a própria sala dessa nova escola.

O uso das ferramentas digitais para o ensino e aprendizagem vai além do envio de conteúdo pela internet ou de aulas por videoconferência. O novo espaço escolar é composto de uma dinâmica diferente, onde o falar e o escrever tornaram instrumentos, e o caderno e livros substituídos por telas digitais. Muda também a interação entre aluno e professor. O acompanhamento privado vira mais uma tarefa para o educador. Conciliar as atividades domesticas com o trabalho também vem sendo desafiador.

A nova sala de aula digitalizada e em qualquer lugar muda ainda o conceito de estar. Se isso afetará o sentimento de pertencimento, somente o tempo irá responder. O aluno apaixonado pela escola, pode se tornar o aluno interessado apenas na aprendizagem, já que o lugar agora é o seu meio de vida, seu quarto, sua sala, enfim, sua casa. As escolas terão desafios tecnológicos para resolver como o aparelhamento das salas de aulas e conciliação entre estar na escola ou estar em qualquer lugar, desde que o processo de ensino-aprendizagem seja efetivado com sucesso.

As escolas privadas talvez sejam mais ágeis nesse modelo imposto pela pandemia e tende a se tornar normal. As escolas públicas também precisam investir, principalmente na reformulação profissional do professor que terá novos desafios e novas formas de trabalhar. Esses fatores novos não podem ser ignorados porque a demanda surgiu e não tem como brecar.


Deixe o seu comentário

sobre Solano Ferreira

Editor-Chefe do Diário da Amazônia. Comunicador Social e Marketing/ Mestre em Geografia. Atua na Gestão Estratégica e Gerenciamento de Crise.

Arquivos de colunas