Porto Velho/RO, 30 Abril 2021 09:39:00
Política

Espanhol pode ser obrigatório no ensino médio de Rondônia

Parlamentar destacou a importância do conhecimento da língua estrangeira para a boa formação dos estudantes

A-A+

Publicado: 30/04/2021 às 09h38min

Foto: Divulgação

O deputado estadual Anderson Pereira (PROS) apresentou e teve o aprovado Projeto de Lei 434/2020, que altera a Lei nº 4394 de 03 de outubro de 2018, que torna obrigatório o ensino da disciplina de Língua Espanhola ao lado da disciplina de Língua Inglesa no currículo do ensino médio da rede estadual de ensino em Rondônia.

Segundo o deputado Anderson, a relação com o bloco comercial Mercosul, com moradores dos países vizinhos e por ter opção de escolha de idioma no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), faz com que haja uma necessidade de ensinamento ou aperfeiçoamento do espanhol para os moradores do Estado.

O conhecimento de múltiplas línguas estrangeiras é essencial para a boa formação dos estudantes, já que agrega fatores específicos socioculturais e de comunicação concreta. A importância do Espanhol para a nossa sociedade reside principalmente na ampla possibilidade de comunicação nos diversos espaços de convivência e trabalho, como indústria, comércio e turismo.

“Nossa proposta visa preparar o estudante do Ensino Médio para a integração com a cultura dos países latinos e para o mercado de trabalho, sendo que temos um grande potencial turístico. O aluno que aprende uma nova língua também tem uma outra perspectiva de crescimento futuro”, ressaltou.

Anderson Pereira destaca ser notório e de grande relevância o espanhol no contexto educacional aos rondonienses e moradores do Estado, e por este motivo defende a inclusão do curso na grade de ensino da Escola do Legislativo, disponibilizando o ensinamento conforme a oferta de vagas acessíveis com objetivo de ensinar o idioma.

O parlamentar defende que o governo do estado tenha sensibilidade sobre a importância da matéria e sancione o projeto, que vai ajudar a vida dos estudantes rondonienses.



Deixe o seu comentário