porto velho - ro, 16 Junho 2019 21:59:36
Polícia

Esposa de co-piloto desaparecido cobra buscas por terra

Marcelo estava a serviço da empresa Cairu, de Pimenta Bueno

Por Folha do Sul Online
A- A+

Publicado: 02/12/2018 às 17h43min

Se preferir, ouça a versão em áudio

Foto: Reprodução

Durante uma entrevista com Francismara de Souza, esposa do co-piloto Marcelo Balestrin, de 40 anos, na manhã deste domingo (2), ela quer que as buscas sejam feitas por terra. O avião está desaparecido desde a sexta-feira (30), quando saiu de Pimenta Bueno (RO) com destino à Santo Antônio do Leverger (MT).

Francismara de Souza, que tem duas filhas (de 8 e 17 anos) com o vilhenense Marcelo, disse que ele enviou uma mensagem para ela às 4h47 do dia do desaparecimento, antes de decolar, cerca de 20 minutos depois. Desde então, não fez mais contato com a família ou com a empresa Cairu, de Pimenta Bueno, da qual é funcionário.

VEJA MAIS:

FAB faz buscas por aeronave que saiu de RO

Co-piloto de aeronave desaparecida foi identificado

Mal tempo: buscas por avião que saiu de RO são suspensas

Francis disse que a Cairu está dando suporte à família, embora só tenha comunicado o sumiço do avião depois de 10 horas. E desabafa: “Eu exijo que a empresa faça buscas por terra, pois o tempo não está ajudando nas buscas pelo ar, que estão sendo feitas pela FAB”.

Ao cobrar da Cairu que contrate equipes para vasculhar as matas, a esposa do piloto justifica: ele pode estar perdido e precisando de socorro terrestre.

A entrevistada ressalta que a empresa está dando suporte e que Marcelo Balestrin sempre elogiou a Cairu. E que a exigência dela se dá em virtude da crença de que Marcelo esteja necessitando urgentemente de ajuda.

A esposa relata que o marido iria levar o avião para revisão em Cuiabá (MT) e traria outro, pertencente à Cairu, para Pimenta Bueno. O aparelho estava parado há cerca de dois anos, no aeroporto de Pimenta Bueno.

Ela mantém a esperança de que, tanto Marcelo quanto o piloto John Venera, sejam resgatados com vida. E disse não ter conhecimento de uma terceira pessoa a bordo, como tem sido especulado.



Escreva um comentário