Porto Velho/RO, 16 Outubro 2020 10:07:13
Diário da Amazônia

Ex-presidiário foi exonerado logo que entregou certidão criminal

Ele não trabalhou durante os 17 dias de nomeação nem recebeu salário

Por Fernando Pereira Diário da Amazônia
A- A+

Publicado: 16/10/2020 às 10h01min

Largamente tem sido noticiado em Rondônia o caso da nomeação, por parte do governo do estado, para exercer cargo de assessor especial nível III na Casa Civil, ex-dentento e suposto integrante de uma facção criminosa, Cleudsion Gonçalves Pinheiro.

A nomeação, segundo dados do Diário Oficial, se deu em 21 de Setembro. A exoneração ocorreu no dia 07 de Outubro. Ele ficou 17 dias no cargo. Durante esse tempo, enquanto toda a documentação não foi entregue, ele não trabalhou.

Em contato com uma fonte que atua no governo, esta reportagem apurou que a nomeação do indicado nem chegaria a ter ocorrido caso ele tivesse apresentado a documentação completa, fato que só ocorreu dias depois. Nossa fonte disse que houve um lamentável erro humano por não ter aguardado toda a documentação ter sido entregue para efetivar a nomeação.

Embora o ex-dentento tenha figurado como nomeado, não chegou a receber por isso. Nossa fonte disse que do ocorrido, nenhum prejuízo restou ao estado, somente um desgaste ao governo, mas que o erro serviu de aprendizado e que o governo deverá estar bem mais atento doravante.



Deixe o seu comentário